1 evento ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Cleber Xavier reitera dificuldade para fechar lista e comenta ausência de Lucas

23 mai 2019
19h18
atualizado às 19h18
  • separator
  • comentários

Após o anúncio dos 23 convocados que irão defender a Seleção Brasileira na Copa América, disputada em solo nacional entre os dias 14 de junho e 7 de julho, um dos nomes que ficaram de fora  mais comentados foi o de Lucas Moura. Formado no São Paulo, o atacante protagonizou uma grande atuação na semifinal da Liga dos campeões com o Tottenham, mas foi preterido por Tite.

Nesta quinta-feira, o auxiliar do técnico da Seleção, Cleber Xavier, concedeu entrevista coletiva na Granja Comary e explicou a ausência do atacante na lista. Segundo ele, a atuação diante do Ajax na virada é para ser exaltada, mas também é normal que nomes importantes fiquem de fora.

"Foi uma grande atuação do Lucas, uma busca do resultado que ninguém imaginava. Às vezes ficam alguns jogadores fora (da convocação), faz parte do futebol brasileiro e da qualidade dos jogadores que temos. O próprio Lucas não havia sido citado antes e foi citado a partir daí", disse o auxiliar.

"Quanto ao jogo Ajax x Tottenham, foi um grande jogo. O Ajax foi superior no primeiro tempo, mesmo sem o David Neres (lesionado). Acredito que se ele estivesse no jogo, o Ajax seria mais superior ainda. Mas Pochettino foi feliz na alteração no segundo tempo com a entrada do Llorente no pivô, e o Lucas estava numa noite iluminada. Três gols de pé esquerdo, de finalização, de último homem", analisou Cleber.

Assim como Tite, seu auxiliar também ressaltou nesta quinta-feira a dificuldade para a definição da lista para a Copa América. "Essa foi uma das convocações mais difíceis pelo número de atletas que surgiram. A gente fica feliz com isso. Mas incomoda o fato de termos que deixar sempre um, dois ou três atletas fora que mereceriam estar aqui. Isso é o mais difícil", finalizou.

Cabeça de chave do Grupo A, o Brasil terá pela frente a Bolívia na abertura da 46ª edição da Copa América, dia 14 de junho, no Morumbi, em São Paulo. Depois, Tite e seus comandados medirão forças com a Venezuela, dia 18, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e Peru, na Arena Corinthians, também na capital paulista, no dia 22.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade