PUBLICIDADE
Logo do

Bragantino

Meu time

Bragantino vence o Del Valle em Quito e sai na frente nas oitavas da Sul-Americana

14 jul 2021 23h27
ver comentários
Publicidade

O Red Bull Bragantino deu um grande passo em busca da classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira. Na altitude de Quito, o Massa Bruta venceu o Independiente del Valle, do Equador, por 2 a 0, em jogo válido pela ida das oitavas de final do torneio.

A equipe paulista abriu o placar ainda no primeiro tempo com Fabrício Bruno, de cabeça. Na segunda etapa, o time de Maurício Barbieri aproveitou a expulsão de Bauman e ampliou com Eric Ramires.

O confronto de volta será realizado na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Nabi Abi Chedid. Antes disso, o Bragantino recebe o Santos no domingo, às 20h30, pelo Campeonato Brasileiro.

Com o resultado conquistado em Quito, o Red Bull Bragantino pode perder por até um gol de diferença para se classificar às quartas da Copa Sul-Americana. Em caso de triunfo do Del Valle por 2 a 0, o duelo vai para os pênaltis. Quem levar a melhor vai enfrentar o vencedor do embate entre Rosário Central, da Argentina, e Deportivo Táchira, da Venezuela.

O jogo - Mesmo jogando a 2850 metros acima do nível do mar, o Red Bull Bragantino abriu o placar logo aos 18 minutos. Após escanteio cobrado por ARtur pelo lado direito, o zagueiro Fabrício Bruno apareceu sozinho na segunda trave para cabecear forte e estufar a rede.

Em desvantagem, o Independiente Del Valle foi para cima e teve grande chance com Bauman, que ficou na cara do gol, mas chutou para fora. O goleiro Cleiton também precisou fazer grande defesa em cobrança de falta de Gaibor.

Antes do intervalo, o Bragantino voltou a chegar com perigo, mas parou em Moisés Ramírez. O arqueiro dos donos da casa fez boa defesa em chute de Artur de dentro da área.

Na segunda etapa, os visitantes chegaram duas vezes antes de ficarem em vantagem numérica. Enquanto Cuello finalizou para fora da entrada da área, Praxedes testou Ramírez em arremate pela esquerda.

Aos 13 minutos, o atacante Bauman acertou o rosto de Edimar com o braço. Após auxílio do VAR, o árbitro Roberto Tobar apresentou o cartão vermelho. Com um jogador a mais, o Bragantino foi ainda mais ao ataque. Antes do segundo gol, Artur e Praxedes arriscaram e mandaram pela linha de fundo.

Depois de certa pressão, o Massa Bruta ampliou o marcador. Após corta-luz de Ytalo, Praxedes recebeu no meio e serviu Eric Ramires, que bateu de chapa no canto esquerdo de Ramírez aos 19 minutos.

Na reta final do jogo, os efeitos da altitude de Quito começaram a aparecer. Com isso, o Bragantino criou menos oportunidades, mas garantiu a boa vitória fora de casa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade