PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Túlio Maravilha relembra ano especial no Botafogo e faz crítica a Gabigol

27 nov 2021 10h18
| atualizado às 10h18
ver comentários
Publicidade

Túlio Maravilha fez história com a camisa do Botafogo. O ídolo, além dos gols, também chamava atenção pela irreverência e caprichava nas declarações. Ele ainda está afiado.

Em entrevista ao canal "Samba Que É Gol", do cantor botafoguense Leo Russo, Túlio declarou que seria titular da Seleção Brasileira e aproveitou para lançar uma crítica a Gabigol, atacante do Flamengo.

"Hoje com certeza seria titular absoluto, era eu e Neymar, o resto jogava para cima, quem pegasse seria escalado. Gabigol é artilheiro, mas perde cinco para fazer um. Tem que ter mais eficiência e objetividade", declarou Túlio.

"Hoje só tem o Neymar e mais ninguém. Você conta nos dedos. Na nossa época fazia cinco mãos cheias de atacante, hoje temos que nos contentar com Neymar", completou.

Túlio também relembrou a época em que brilhava pelo Botafogo. Em 1995, teve um ano especial, sendo campeão brasileiro pelo Fogão.

"Naquela época só perdia para o presidente Fernando Henrique Cardoso em termos de mídia e publicidade. Hoje tem redes sociais, na época eu seria o mais comentado. Teve rivalidade com Romário e Renato Gaúcho, o que aconteceu? Renato ganhou o Carioca, ficou como rei do Rio. Mas quem foi o rei do Brasil? Túlio Maravilha, artilheiro e campeão", tirou onda Túlio.

"Já estava predestinado, no DNA. O meu dizia Túlio Maravilha é igual a gol, está até no dicionário. Até hoje tenho essa mania, com 52 anos", completou o ex-atacante.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade