1 evento ao vivo

Erik fala sobre relação com a torcida do Botafogo e possível volta no futuro

28 set 2020
15h43
atualizado às 15h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

No Japão desde 2019, o atacante Erik deixou uma ótima impressão quando passou pelo Botafogo. Enquanto estava no clube, ganhou o apelido de "Pelérik", e é sempre pedido pela torcida para voltar a vestir a camisa alvinegra. Em um bate-papo exclusivo com a Gazeta Esportiva, o atleta comentou sobre esse carinho.

"É difícil de mencionar. Fui muito bem acolhido. Foram duas passagens muito intensas, com uma média de gols muito alta. Foi onde eu retomei a alegria de jogar. Queria ter ficado mais, mas eu senti que precisava dar um novo passo na minha carreira, com um desafio novo na minha vida. Mas o carinho deles foi algo marcante". 

Ainda sobre sua relação com os torcedores, o jogador contou que, mesmo atuando pelo Yokohama Marinos, do Japão, ainda é acompanhado pelos botafoguenses, que sempre demonstram apoio nas redes sociais. Segundo o atleta, esta admiração é comum quando se está no clube, mas após a saída é algo raro.

"Quando você é um jogador profissional não é difícil ter esse carinho enquanto está no clube. Mas quando você sai do time e eles ainda acompanham seu trabalho, pedem o seu retorno, têm aquele apego especial, para mim é algo que não tem preço".

Erik Jogou pelo Botafogo em 2018 e 2019 (Foto: Divulgação/Botafogo)
Erik Jogou pelo Botafogo em 2018 e 2019 (Foto: Divulgação/Botafogo)
Foto: Gazeta Esportiva

Mas, a pergunta que não quer calar é: Erik vai vestir a camisa do Botafogo novamente um dia? O jogador não nega a vontade de  voltar ao clube, mas entende também a realidade pela qual o alvinegro passa. Embora não descarte o retorno, diz que deseja chegar para um projeto bem estruturado, podendo almejar grandes feitos no Brasil.

"Eu torço muito para o clube se organizar e se estruturar, porque uma boa gestão e administração é muito importante. Vivi de perto o dia a dia do clube. Passei por algumas dificuldades, como eles passam ainda hoje. Mas eu torço para que eles se estruturem e consigam alçar grandes voos, que é o que eu venho buscando na minha carreira. Espero um dia voltar, jogando em alto nível e vestir essa camisa que eu tenho um respeito muito grande".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade