PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Emocionado, Rafael festeja oportunidade de defender Botafogo

Em apresentação, lateral chora ao vestir camisa alvinegra e ressalta estar vivendo sonho de criança ao poder atuar pelo time do seu coração

14 set 2021 15h19
| atualizado às 15h59
ver comentários
Publicidade

Um sonho se tornando realidade. Assim foi a tarde desta terça-feira para Rafael. O lateral-direito foi apresentado oficialmente como reforço do Botafogo para a temporada 2021 no estádio Nilton Santos e chegou a ficar com lágrimas nos olhos ao falar, em entrevista coletiva, sobre a emoção de poder jogar pelo seu clube de coração.

Rafael com a camisa do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Rafael com a camisa do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

"Falamos do meu esforço (para atuar pela equipe alvinegra), mas também quero agradecer ao esforço do Botafogo, eu sei da situação e foi um esforço para me contratar. Quero agradecer minha família, meus pais, quando era pequeno em Petrópolis eu tinha o sonho de ser jogador do Botafogo. Depois de 14 anos na Europa eu posso realizar esse sonho. Nunca pensei que poderia realizá-lo. Obrigado meu Deus por tudo que ele tem feito na minha vida", afirmou Rafael, que atuará no futebol nacional depois de ter defendido clubes como o Manchester United e o Lyon, além de ter servido à Seleção Brasileira principal e olímpica.

O lateral-direito até recebeu propostas com salários maiores, mas optou pelo Botafogo por conta da vontade em jogar no clube pelo qual torce desde criança. O defensor afirmou que esta já é a principal motivação para vestir a camisa preta e branca.

"Vir jogar no meu clube de coração me motiva. Por isso mesmo que eu vim para o Botafogo. Estava na Turquia e queria uma motivação. Não existe motivação maior do que jogar no clube que eu amo. A pressão vai existir em qualquer lugar, isso é normal. A torcida vai me cobrar e deve, eu como torcedor já cobrei vários jogadores da maneira certa. Não existe motivação maior do que vir jogar pelo Botafogo", admitiu.

E quando vai entrar em campo? Sem atuar desde junho, quando deixou o Basaksehir, da Turquia, Rafael deu um prazo para entrar em forma e, então, ficar à disposição do treinador Enderson Moreira.

"Estava há seis semanas sem treinar. O Enderson que vai decidir em qual posição vou jogar, eu até posso dar minha opinião, mas é ele que vai decidir. Acho que preciso de no mínimo duas semanas para estar bem e ajudando o Botafogo", colocou o lateral.

Confira mais declarações de Rafael em sua apresentação oficial:

Posição que prefere atuar

"Todo mundo sabe que eu sou lateral-direito, mas quem vai decidir isso é o Enderson. Ele vai ver o que precisa. Sinceramente gosto de jogar na lateral e segundo volante, joguei de ponta na Europa, mas minhas posições favoritas são essas. Isso vai depender da minha adaptação com a equipe para saber qual a melhor posição."

Torcedores nas redes sociais

"Tenho recebido só carinho, quero agradecer todos os botafoguenses. Sempre imaginei que poderia vir para o Botafogo um dia após jogar na Europa, mas nunca imaginei esse carinho de toda a torcida. Tento responder várias mensagens, mas é difícil. É só agradecer."

Lance!
Publicidade
Publicidade