0
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Em três campeonatos, Botafogo se preocupa com desgaste físico

11 ago 2017
14h00
  • separator
  • comentários

Disputando a Copa Libertadores, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, o Botafogo está vendo o desgaste como um importante adversário à medida que vai avançando nas competições. Na noite de quinta-feira, a vitória de 2 a 0 sobre o Nacional do Uruguai rendeu a vaga para enfrentar o Grêmio pelas quartas de final do torneio continental. Porém, antes disso, às 19h (Brasília) do próximo domingo, já tem duelo com os próprios gremistas no Estádio Nilton Santos, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Nas duas próximas quartas-feiras, o Alvinegro também disputa dois clássicos contra o Flamengo pelas semifinais da Copa do Brasil. O desgaste do elenco preocupa Jair Ventura, técnico do Botafogo.

"Logicamente que o desgaste é muito grande por estar em três competições. Se vocês me perguntarem se disputar a Copa do Brasil nesta fase decisiva prejudica quem está na Libertadores, por exemplo, vou dizer que sim. Mas logicamente que não quero abrir mão da Copa do Brasil e muito menos da Copa Libertadores. Por isso mesmo estamos sempre analisando a escalação com a fisiologia", disse Jair Ventura.

Os jogadores, porém, prometem empenho para superar o cansaço.

"Não vai ser fácil pois à medida que as competições vão se afunilando vamos encontrando mais dificuldades. Porém, precisamos de um bom resultado e por isso mesmo não temos que pensar no desgaste", disse o meia Marcos Vinícius.

Uma das estratégias para vencer o cansaço é mesclar o time, o que vai acontecer contra o Grêmio, quando alguns titulares serão poupados. Uma ótima oportunidade para dar ritmo de jogo aos novos reforços, como o meia chileno Leonardo Valencia e o atacante Brenner. O único desfalque certo é o volante Dudu Cearense, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Neste sábado, o elenco treina pela manhã e depois começa o período de concentração.

Fora de campo, a diretoria do Nacional decidiu que vai pagar o prejuízo causado pelos torcedores uruguaios, que quebraram várias cadeiras do Estádio Nilton Santos no fim do jogo, sendo contidos pelos policiais. A princípio, serão desembolsados cerca de R$ 60 mil para reparar os danos.

"Nós vamos comunicar o ocorrido à Confederação Sul-Americana de Futebol e o Nacional provavelmente vai arcar com os prejuízos. Porém, logicamente que o maior prejuízo para eles foi a eliminação", disse Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo.

O dirigente vai ingressar na Conmebol com um recurso nos próximos dias pedindo a absolvição do lateral esquerdo Víctor Luís, expulso contra o Nacional. A ideia é evitar que o jogador pegue mais de um jogo de suspensão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade