PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

E aí, Chamusca? Metade dos gols levados pelo Botafogo na Série B têm origem em escanteios

Alvinegro sofreu por conta de erros individuais nos duelos contra Londrina e Náutico, deixando cinco pontos pelo caminho na Série B; bolas alçadas na área são dor de cabeça

23 jun 2021 06h00
| atualizado às 06h00
ver comentários
Publicidade

O principal ponto de destaque do Botafogo na temporada, ironicamente, teve impacto direto - de forma negativa - nos últimos dois jogos da equipe. O clube de General Severiano vem de dois tropeços pela Série B do Campeonato Brasileiro e o sistema defensivo, antes elogiado pela solidez, teve erros individuais e coletivos.

Marcelo Chamusca é o treinador do Botafogo (Foto: Wilson Castro/W9 Press/LancePress!)
Marcelo Chamusca é o treinador do Botafogo (Foto: Wilson Castro/W9 Press/LancePress!)
Foto: Lance!

Diante de Londrina e Náutico, em uma maratona fora de casa, o Botafogo deixou cinco pontos pelo caminho - empate com o primeiro e derrota para o segundo. Nessas partidas, o Alvinegro teve três erros individuais que foram decisivos e dois erros de posicionamento de forma coletiva que acabaram virando gols para o adversário.

Um fato é que, nesses gols gerados por erros de posicionamento coletivo, os dois lances foram em cobranças de escanteio. Diante do Londrina, Pedro Castro ficou na marcação individual com um jogador mais alto que ele - e não subiu para marcá-lo. Contra o Náutico, a defesa estava desorganizada para se defender da cobrança de Jean Carlos na primeira trave.

A bola aérea defensiva voltou a ser uma dor de cabeça para o Botafogo. Vale lembrar que o outro gol que o Alvinegro levou nesta Série B, diante do Vila Nova, também surgiu de uma cobrança de escanteio: após o rebote da defesa, Willian Formiga, que estava sem marcação na entrada da área, teve liberdade para chutar e marcar.

Ou seja, três dos seis gols que o Botafogo levou na atual Série B tiveram origens em cobranças de escanteios. A bola aérea defensiva tem sido um ponto de preocupação para Marcelo Chamusca. Seja no posicionamento dentro da área ou no cuidado ao rebater a bola, o Alvinegro tem sofrido com estes lances.

E NO ATAQUE?

Se a bola aérea defensiva tem sido um problema, a parte ofensiva ainda não tem resultado em muitos gols. Dos onze tentos marcados pelo Botafogo na Série B, apenas tem origem no sentido de organização de bola parada no ataque: o de Rafael Navarro contra o Londrina.

Na ocasião, Chay cobrou uma falta no lado direito do ataque na primeira trave, contando com um desvio do camisa 99 se adiantando ao sistema de marcação da equipe adversária.

Lance!
Publicidade
Publicidade