0

Com gol no início, Santos bate o Botafogo e entra no G4

14 set 2016
21h41
atualizado em 15/9/2016 às 09h59
  • separator
  • comentários

O Santos entrou no G4 do Campeonato Brasileiro ao vencer por 1 a 0 o Botafogo nesta quarta-feira, no Estádio Luso Brasileiro. Com o resultado, os paulistas chegaram a 42 pontos, à frente do Atlético-MG. Já os cariocas permanecem com 35 e desperdiçaram a chance de encostar na zona de classificação para a Copa Libertadores da América.

Foto: Gazeta Press

O Santos chegou à vitória em sua primeira chance na partida. Zeca roubou a bola de Neilton na intermediária ofensiva e chutou forte, sem chance para Sidão. A partir dai, o Botafogo foi superior e desperdiçou diversas chances de empatar. Os santistas só conseguiram equilibrar as ações no início do segundo tempo, mas se defendeu bem no restante dos 90 minutos para sair de campo com a vitória fora de casa.

Na próxima rodada, o Santos terá pela frente o Santa Cruz, no Pacaembu, no domingo. No mesmo dia, o Botafogo irá até Salvador para enfrentar o Vitória.

O jogo - Empurrado pela torcida, o Botafogo começou a partida tentando pressionar o Santos. No entanto, na primeira oportunidade, os paulistas abriram o placar aos três minutos. Zeca roubou a bola de Neilton já no campo de ataque e acertou chute forte, no canto esquerdo, sem chance para Sidão.

Os donos da casa sentiram o revés e viram o Santos dominar o jogo por um período. No entanto, o Botafogo se restabeleceu e criou boa chance aos 12 minutos. Diogo Barbosa arriscou de fora de área e obrigou Vanderlei a fazer boa defesa. Depois, foi a vez de Bruno Silva tentar de longe e parar em mais uma boa defesa do goleiro santista.

Após os lances, os cariocas aumentaram a pressão e passaram a criar mais chances de empatar a partida. Primeiro, Dudu Cearense aproveitou bola na área, mas finalizou sobre o gol. Depois, Gustavo Henrique tentou cortar um lateral para a área e acertou o travessão. Por último, Canales aproveitou cruzamento pela direita e cabeceou, mas a bola bateu na cabeça de Ricardo Oliveira e foi pela linha de fundo.

Na parte final, o panorama do jogo não mudou. O Botafogo seguiu na pressão em busca do empate, com o Santos apenas se defendendo. Os cariocas tiveram boa chance aos 39 minutos, quando Emerson cruzou rasteiro para Neilton finalizar, mas para fora. Assim, os donos da casa tiveram que se contentar em sair de campo com a desvantagem no placar.

No segundo tempo, o Santos voltou mais organizado e impediu a pressão inicial do Botafogo. Com o confronto equilibrado, as duas equipes tinham dificuldade em criar boa jogadas. Tanto que a primeira boa chance aconteceu somente aos 17 minutos. Em contra-ataque, Lucas Lima lançou Ricardo Oliveira, mas o atacante chutou sobre o travessão. Os cariocas responderam em seguida, em chute de Neilton que passou próximo ao gol santista.

Com o passar do tempo, o Botafogo voltou a dominar o confronto e quase empatou aos 29 minutos. Rodrigo Pimpão cruzou pela direita para o meio da área onde estaca Camilo. O meia chutou de primeira, mas Vanderlei estava atento e fez grande defesa.

Nos minutos finais, os donos da casa foram para cima na última esperança de chegar a igualdade no placar. No entanto, os cariocas sofreram com o nervosismo e pouco produziram. Somente nos acréscimos, o Botafogo teve duas chances, sendo a última em uma bicicleta do goleiro Sidão no último lance do jogo. Assim, o Santos conseguiu segurar o resultado até o fim.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 1 SANTOS

Local: Arena Botafogo, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 14 de setembro de 2016, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Paulo H Schleich Vollkopf (MS)

Assistentes: Cicero Alessandro de Souza (MG) e Marcos dos Santos Brito (MS)

Público: 11.422 pagantes

Renda: R$ 185.240,00

Cartões amarelos: Bruno Silva e Rodrigo Pimpão (Botafogo); Jean Mota (Santos)

Gol: SANTOS: Zeca, aos 3min do primeiro tempo

BOTAFOGO: Sidão; Emerson (Rodrigo Pimpão), Renan Fonseca e Emerson Silva; Victor Luis, Bruno Silva, Dudu Cearense (Leandrinho), Camilo e Diogo Barbosa; Neilton e Canales (Vinícius Tanque)

Técnico: Jair Ventura

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz (Caju), Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima (Lucas Veríssimo), Vitor Bueno (Yuri) e Jean Mota; Ricardo Oliveira

Técnico: Dorival Júnior

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade