PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Cavalieri e Lecaros: Botafogo economiza agora, mas pretende diluir dívida no futuro; entenda

Sem ter dinheiro suficiente para pagar todas as folhas salariais de 2021, clube economiza R$ 1,5 milhão com a dupla no curto prazo, mas terá que honrar com contratos no futuro

16 set 2021 07h01
| atualizado às 07h01
ver comentários
Publicidade

Diante da crise financeira, o Botafogo busca soluções para honrar pagamentos com os atletas - até aqui, vale ressaltar, os salários estão em dia. Na última quarta-feira, o Alvinegro anunciou que Alexander Lecaros e Diego Cavalieri não fazem mais parte do elenco. Mas que tipo de economia isso vai trazer?

Alexander Lecaros não joga mais pelo Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Alexander Lecaros não joga mais pelo Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

O Alvinegro ainda não tem dinheiro suficiente para quitar todos os vencimentos da temporada 2021, então precisou achar soluções para diminuir os salários a curto prazo. Vale lembrar que o clube tem uma parceria com a Justiça do Trabalho, que paga essas quantias a partir de verbas bloqueadas e/ou penhoradas, mas esta ainda não está garantida até o fim da temporada.

Isto não quer dizer que o clube vai passar batido com os compromissos que possui com Diego Cavalieri e Alexander Lecaros. A dupla, que tinha contrato até o fim desse ano com o Alvinegro, vai receber o valor que lhe é de direito, mas não necessariamente agora - pelo menos este é o plano do clube.

O Botafogo está em contatos com os dois para renegociar este valor e tentar pagar daqui a alguns meses, quando a tendência é que a situação seja um pouco melhor do que está agora. Ou seja, o clube economiza agora para poder pagar os salários, mas sabe que terá que honrar os valores de Cavalieri e Lecaros em um futuro próximo.

A economia com a saída da dupla até o fim da temporada será de mais de R$ 1,5 milhão - contando todos os salários que eles receberiam até o fim do ano -, o que representa quase metade de uma folha salarial do clube.

Diego Cavalieri tinha um dos maiores salários do elenco. Um dos poucos jogadores que recebia direitos de imagem e encargos contratuais, o valor total era maior que R$ 250 mil mensais. Os vencimentos de Alexander Lecaros, por sua vez, não chegavam a R$ 50 mil.

O clube, contando com o 13º, ainda tem cinco folhas a serem pagas até o fim da temporada. A diretoria economiza este valor no curto prazo, durante 2021, para poder diminuir a folha salarial diante de uma ação emergencial.

Vale ressaltar que ainda não há nenhum acordo firmado para a forma de pagamento que o Botafogo fará aos dois. O clube vai iniciar conversas visando chegar a este "aperto de mãos". Ao mesmo tempo, tenta encontrar novas receitas para sair do sufoco financeiro.

Lance!
Publicidade
Publicidade