0
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Botafogo sofre virada do Juventude e está fora da Copa do Brasil

11 abr 2019
21h34
atualizado às 22h06
  • separator
  • 0
  • comentários

O Juventude manteve a escrita nos confrontos com o Botafogo e garantiu a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil ao derrotar o Alvinegro, de General Severiano, de virada por 2 a 1, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no estádio Alfredo Jácone, em Caxias do Sul. O Botafogo não vence o adversário fora de casa há 18 anos. O time carioca ficou com dez jogadores desde os 40 minutos do primeiro tempo quando o meia Alex Santana recebeu o segundo cartão amarelo e foi excluído da partida. Nos acréscimos, Jean também foi expulso de campo.

Depois de empatar por 1 a 1 no Engenhão, o Juventude entrou em campo armado com um esquema ofensivo para tentar buscar a vitória. O Botafogo saiu na frente com Cícero, mas depois que passou a atuar com um jogador a menos, recuou para defender o resultado e permitiu que a equipe gaúcha construísse a vitória com gols marcados por Braian Rodríguez e Dalberto. A derrota complica a situação do técnico Zé Ricardo que vinha sendo muito contestado em função da péssima campanha do Botafogo no Campeonato Carioca.

O Jogo - Com uma escalação mais ousada do que no primeiro jogo, o Juventude tentou partir para o ataque, mas foi o Botafogo que chegou primeiro na área em cruzamento de Erik para Diego Souza, mas Vidal desviou para escanteio. Aos cinco minutos, o Alvinegro carioca colocou a bola nas redes com uma cabeçada de Cícero, mas a arbitragem marcou impedimento de Erik que fez a assistência.

Empurrado pela torcida, a equipe de Caxias do Sul criou nova chance aos 11 minutos quando Dalberto recebeu na área e mandou a bomba, mas Gatito Fernández fez grande defesa. Após lance confuso na área do Botafogo, Braian Rodriguez cometeu falta dura sobre Marcinho, o que provocou um início de desentendimento entre jogadores das duas equipes.

Aos 18 minutos, Dalberto chutou forte, a bola desviou em Jean e saiu para escanteio. Na cobrança, Dalberto se antecipou a Marcinho e tocou por cima do travessão. O Botafogo encontrava muita dificuldade para organizar jogadas de ataque. Escalado com apenas um volante, o Alvinegro carioca não conseguia barrar as investidas da equipe gaúcha e a defesa tinha que se desdobrar para evitar que os atacantes do Juventude chegassem na área em condições de concluir.

Mesmo sem realizar uma grande atuação, o Botafogo marcou o primeiro gol aos 32 minutos, Após lançamento pelo alto, a zaga do Juventude vacilou e Cícero, inteiramente livre, dominou e tocou para as redes, sem chances para o goleiro Marcelo Carné. Foi o primeiro gol marcado por Cícero com a camisa alvinegra.

Depois de sofrer o gol, o Juventude começou a mostrar nervosismo e a errar lances fáceis, mas aos 40 minutos, o Botafogo perdeu um jogador. O meia Alex Santana que já tinha cartão amarelo, entrou duro sobre Rafael Jataí e recebeu a segunda advertência, sendo expulso de campo. Nos acréscimos, o time da casa ainda desperdiçou mais uma oportunidade quando Dalberto, livre na pequena área, errou a cabeçada.

O Botafogo voltou sem mudanças para o segundo tempo e, logo no primeiro minuto, a zaga do Juventude se atrapalhou e Diego Souza, na pequena área, teve a chance de concluir, mas se atrapalhou e perdeu a chance de ampliar a vantagem. O Juventude pressionava, mas cruzava muitas bolas na área, facilitando a tarefa dos zagueiros alvinegros. Só aos 12 minutos é que o time de Caxias do Sul levantou a torcida quando Breno arriscou de fora da área e a bola se chocou com o travessão de Gatito Fernández.

De tanto insistir, o Juventude marcou o gol do empate aos 15 minutos. Após cruzamento de Lennon, Braian Rodríguez se antecipou a Marcelo Benevenuto e cabeceou sem chances para Gatito Fernández. Aos 19 minutos, a defesa do Juventude falhou e Diego Souza arrancou desde a intermediária e, diante do goleiro Marcelo Carné, mandou por cima do travessão, desperdiçando uma oportunidade incrível. Logo depois da conclusão, Diego Souza caiu se queixando de dores na coxa esquerda e pediu substituição.

O time dirigido por Marquinhos Santos seguia com mais posse de bola, mas abusava dos cruzamentos que eram bloqueados pela zaga alvinegra. O treinador colocou o atacante Rafael Bastos na vaga do lateral Vidal, tentando dar mais força ao ataque.

Nos minutos finais, o técnico Zé Ricardo colocou o volante Rickson na vaga do atacante Luiz Fernando para proteger o sistema defensivo, mas a providência não foi suficiente para evitar que o Juventude marcasse o segundo gol aos 44 minutos, garantindo a vitória e a classificação Após falha da equipe alvinegra no meio campo,

Breno investiu pela esquerda e cruzou para a entrada rápída de Dalberto que não deu chances para Gatito Fernández. Depois do gol, o volante Jean jogou a bola sobre um adversário e também recebeu cartão vermelho, selando a sorte da equipe carioca na partida.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE-RS 2 X 1 BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Data: 11 de abril de 2019 (Quinta-feira)

Horário: 19h15(de Brasília)

Árbitro: Vinicius Furlan (SP)

Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Cartão Amarelo: Rafael Jataí, Braian Rodríguez, Denner e goleiro reserva Omar(Juve); Gatito Fernández, Alex Santana, Cícero(Bota)

Cartão Vermelho: Alex Santana e Jean(Bota)

Gols:

JUVENTUDE: Braian Rodriguez aos 15 minutos e Dalberto, aos 44 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Cícero, aos 32 minutos do primeiro tempo

JUVENTUDE: Marcelo Carné, Vidal(Rafael Bastos), Sidimar, Genílson e Eltinho(Felippe); Moisés Gaúcho, Rafael Jataí(Breno), Lennon e Denner; Dalberto e Braian Rodríguez

Técnico: Marquinhos Santos

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Jean, Alex Santana e Cícero: Luiz Fernando(Rickson), Diego Souza(Igor Cássio)e Erik(Rodrigo Pimpão)

Técnico: Zé Ricardo

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade