0

Barroca lamenta venda de mando de campo no Botafogo

9 set 2019
17h14
atualizado às 17h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Em graves dificuldades financeiras, a diretoria do Botafogo decidiu vender o mando de campo do jogo contra o Fluminense, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de reconhecer que o clube precisa de receita para amenizar a situação que afeta jogadores e funcionários do clube, o técnico Eduardo Barroca deixou transparecer que preferia que a partida fosse disputada no estádio Nilton Santos onde as chances de vitória são maiores.

Foto: Vitor Silva/Botafogo.
Foto: Vitor Silva/Botafogo.
Foto: Gazeta Esportiva

O treinador do Alvinegro de General Severiano disse que o assunto não está sob a sua responsabilidade e que ele também não é responsável por honrar os compromissos. Por isso, precisa entender e respeitar a decisão da diretoria.

"Cabe a mim, dentro das circunstâncias, trabalhar na nossa plenitude para podermos brigar pelo máximo que conseguirmos no Campeonato Brasileiro", disse

Após a vitória sobre o Atlético MG, Eduardo Barroca fez questão de comentar a posição dos jogadores que estão convivendo com salários atrasados e sem grande perspectiva de solução. O treinador disse que os jogadores têm trabalhado com intensidade pela preservação do lado desportivo.

"Não posso deixar de exaltar a atitude, o profissionalismo deles, um grupo frontal para debater e discutir suas posições. Precisamos do triângulo central direção-comissão-jogadores, e temos o apoio do torcedor botafoguense que mostrou que está ao nosso lado", comentou

"A torcida do Botafogo sempre esteve ao lado da gente. Ela merece que a gente lute até o fim para brigar o mais em cima que puder, mesmo diante das dificuldades", emendou

Barroca concedeu a entrevista coletiva em local sem as marcas dos patrocinadores do clube e mostrou fazer parte do protesto dos jogadores contra os salários atrasados.

"Estou 100% junto com os jogadores. Todos nós estamos juntos nesse cenário", afirmou

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade