PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Após derrota do Botafogo, Enderson pede tranquilidade ao time: 'Não criar nenhum monstro aqui dentro'

Treinador admitiu que equipe foi aquém em partida para o CSA, pela Série B do Brasileirão, mas afirmou que time não pode ficar com a cabeça no resultado negativo

23 set 2021 22h58
| atualizado às 23h27
ver comentários
Publicidade

A sequência de cinco vitórias do Botafogo foi interrompida. Nesta quinta-feira, o Alvinegro foi superado pelo CSA por 2 a 0, no Estádio Rei Pelé, e deu adeus aos 100% de aproveitamento no segundo turno da Série B do Brasileirão. Após a partida, o treinador Enderson Moreira afirmou que a cabeça do elenco tem que estar preparada para encarar o resultado.

Enderson não quer clima ruim no Botafogo após derrota para o CSA (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Enderson não quer clima ruim no Botafogo após derrota para o CSA (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

- Desconheço uma equipe que consiga 100% de aproveitamento em um turno. A gente sabe que em determinado momento isso aconteceria, tentamos adiar o máximo possível. O primeiro tempo foi muito abaixo do que aquilo que conseguimos produzir e começamos bem no segundo tempo. Sofremos um gol, tentamos dar uma nova vida, sofremos outro gol e não conseguimos modificar o resultado. Tivemos boas oportunidades com algumas bolas que passaram perto, mas faz parte. A gente precisa, acima de tudo, ter tranquilidade para não criar nenhum monstro aqui dentro como se tudo estivesse errado. Acontece com todas as equipes, precisamos ter tranquilidade - afirmou o técnico, em entrevista coletiva.

O Alvinegro foi dominado e, sem apresentar muitas oportunidades promissoras, ficou pelo caminho em Maceió. Enderson entende que essa é uma oportunidade de mostrar a capacidade de reação do elenco.

- Nosso primeiro tempo realmente foi muito aquém. Somos uma equipe que está em processo de evolução. Temos que refazer esse caminho, tenho muita confiança nesse grupo. Saímos do 14º lugar para o G4, temos muita capacidade de reação e poder de enfrentar o desafio. Costumo dizer que a capacidade do ser humano está muito na capacidade que ele tem de enfrentamento, de tomar uma pancada, nós como brasileiros sempre tomamos pancadas, seja de governo ou qualquer coisa, e a gente tem capacidade de enfrentar. Não é diferente aqui - colocou.

- O entusiasmo que vem de fora não pode nos contaminar, fazendo acreditar naquilo que as pessoas às vezes falam. Primeiro tempo realmente aquém, mas estávamos melhor no segundo tempo, criando situações. Aconteceu o gol deles, tivemos algumas oportunidades e isso faz parte. O que falamos no vestiário é não sofrer demais as derrotas assim como não comemoramos demais as vitórias. A nossa cabeça já está no próximo jogo - completou.

MAIS DECLARAÇÕES DE ENDERSON MOREIRA

O que tirar do jogo?

- Todo jogo, independente se é vitória ou derrota, tiramos coisas que são boas e outras que não. Com o resultado, temos em mente que precisamos fazer correções necessárias, mas ao mesmo tempo sabemos que não podemos remoer demais. É bola para frente, não podemos lamentar demais. Não podemos fazer mais nada para esse jogo, agora temos que nos preparar bem para a partida contra o Sampaio. A prova do nosso grupo é ter uma reação rápida, estamos focados no nosso objetivo.

Situação

- Todo mundo tem a situação normal de ganhar. Fico vendo muita gente dizendo que nós já estávamos classificados (para a Série A), e acho um equívoco enorme, o campeonato está aberto, temos jogos pela frente. A competição ainda pode trazer muitas surpresas. Buscamos resultados importantes e precisamos continuar firmes, sabendo que é um momento que precisamos refazer o nosso caminho.

Classificação

- Enquanto há jogos e nada estiver definido, não há estabilidade. Não existe segurança em nada. Um clube que saiu de uma posição tão difícil e conseguiu reagir é prova que o grupo está se dedicando. Desconheço um clube que vai conseguir 19 vitórias seguidas em uma Série A ou Série B. Começamos a oscilar e temos alertado sobre isso.

Lance!
Publicidade
Publicidade