PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

A 'Queda da Bastilha' alvinegra: como o torcedor do Botafogo reagiu à venda da SAF

Ao ocupar a sede e comemorar o começo de uma gestão profissional para o futebol sob John Textor, torcida do Botafogo tirou um peso das costas pelos anos de dificuldade

14 jan 2022 08h42
| atualizado às 10h24
ver comentários
Publicidade

Insatisfeitos com a crise socioeconômica, franceses tomaram a Bastilha, prisão localizada em Paris, para se opor ao modelo vigente de governança em 1789. O movimento virou um símbolo e iniciou a Revolução Francesa. Agora, troque tudo isso e coloque o Botafogo e a comemoração pela aprovação da SAF na votação do Conselho Deliberativo no contexto.

Excluindo, claro, todos os movimentos de luta e confrontos marcados pela Revolução Francesa e o fim do absolutismo no país, o Botafogo viveu a sua própria "Queda da Bastilha" na última quinta-feira. Mais de 200 torcedores foram a General Severiano para comemorar a aprovação da venda de 90% da SAF para John Textor e a profissionalização do futebol.

É, no contexto do clube, o fim de um regime que impediu que o Glorioso avançasse por tanto tempo e o início da esperança por um futuro melhor. Foi a comemoração e o grito de alívio pelo fim do amadorismo e o começo de uma gestão profissional para comandar o Alvinegro.

Se antes os torcedores mostravam revolta com o que acontecia no Botafogo, a raiva foi substituída por felicidade e alívio, pelo menos naqueles minutos de genuína alegria. A "Revolução Gloriosa", vale arriscar, também ficará marcada na história de cada botafoguense que viveu aquele momento.

Sinalizadores, ocupação do salão nobre e cerveja para o alto. Estava tudo liberado. O dia pedia isso e o torcedor conseguiu tirar o 'peso das costas' das dificuldades passadas nos últimos anos. Não existe nenhuma garantia que John Textor vai transformar o Botafogo em uma potência mundial. Mas o botafoguense tem o direito de acreditar pela primeira vez em muito tempo.

A 'revolução' não será do dia para a noite e o processo será feito em médio/longo prazo. A queda do antigo modelo vigente já foi suficiente para o torcedor crer que é possível. O resto? Apenas o futuro pode dizer.

Torcida fez a festa (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Torcida fez a festa (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!
Lance!
Publicidade
Publicidade