PUBLICIDADE

Próximo 'unicórnio' da NBA, Chet Holmgren vai defender Gonzaga no College

Prospecto número 1 da classe deste ano, Holmgren deverá chegar à NBA em 2022

19 abr 2021
19h35 atualizado às 19h47
0comentários
19h35 atualizado às 19h47
Publicidade

Considerado por muitos scouts como o próximo 'unicórnio' a atuar na NBA, o pivô Chet Holmgren vai defender a Universidade Gonzaga na próxima temporada do College. O anúncio foi feito pelo jovem de 18 anos, durante o programa SportsCenter, da ESPN.

Chet Holmgren
Chet Holmgren
Foto: Divulgação / Bleacher Report / Jumper Brasil

Prospecto número 1 da classe deste ano oriunda do high school, Holmgren deverá jogar apenas uma temporada no basquete universitário antes de chegar à NBA, em 2022. Pela Minnehaha Academy, de Minnesota, ele venceu o torneio estadual por quatro anos consecutivos. Na temporada recém-encerrada, Holmgren angariou médias de 20,8 pontos, 12,6 rebotes, 4,5 assistências e 4,7 tocos. Além disso, o franzino pivô (88 quilos) de 2,13m de altura teve um aproveitamento incrível de 80% nos arremessos de quadra.

As outras opções de Holmgren eram as Universidade de Ohio State, Michigan, North Carolina, Minnesota, Memphis e Georgetown, além do Ignite, equipe da G-League (Liga de Desenvolvimento). Em sua decisão, o jovem explicou a influência de seu amigo, Jalen Suggs, prospecto top 5 do Draft deste ano e destaque de Gonzaga em 2020/21. Holmgren e o armador atuaram juntos no basquete colegial e são naturais do estado de Minnesota.

"Jalen teve muita influência. Ele é um cara que eu conheço bem e confio, meu amigo e companheiro de time. Tivemos muitas conversas casuais e eu pude ouvir em primeira mão dele. Gonzaga tem uma cultura em que todos chegam dispostos a trabalhar. Eles pegam o seu talento e ajustam o seu sistema com base nos atletas. Eles sabem como juntar tudo. Gosto como eles são versáteis em quadra e o seu estilo ofensivo", afirmou o prospecto.

Holmgren é comparado ao letão Kristaps Porzingis por conta do porte físico e de algumas características de jogo em comum. Ambos têm a capacidade de pontuar tanto dentro quanto fora do garrafão, espaçam bem a quadra, se movem com fluidez e possuem um ótimo timing para bloquear arremessos. Porém, o norte-americano tem um pacote de habilidades mais vasto, já que possui um controle de bola típico de um armador e uma visão de quadra de elite, acima da média para um big man. Por isso, Holmgren é um mismatch ambulante em quadra.

No time de Gonzaga, Holmgren deverá atuar ao lado do pivô Drew Timme, especialista em pontuar na área próxima à cesta. Timme foi um dos destaques do vice-campeão do College, em 2021, e, provavelmente, vai retornar para o seu terceiro ano em Gonzaga.

Jumper Brasil
Publicidade
Publicidade