PUBLICIDADE

De olho em Paris-2024, Kevin Durant e Sue Bird assumem cargos na direção da USA Basketball

Medalhistas olímpicos representarão atletas na federação de basquete americana para o próximo ciclo olímpico

27 out 2021 11h20
ver comentários
Publicidade

Martin Dempsey foi reeleito presidente das USA Basketball na última segunda-feira, enquanto que Sue Bird, cinco vezes medalhista olímpica, e Kevin Durant, três vezes medalha de ouro, também assumiram cargos no conselho de administração da federação de basquete dos Estados Unidos. Dempsey, que foi Chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA e serviu como Presidente do Estado-Maior Conjunto durante o governo de Barack Obama, é a segunda pessoa a ser eleita presidente para dois ciclos olímpicos consecutivos, seguindo Jerry Colangelo.

Ele permanecerá no cargo até a Olimpíada de Paris-2024, na França. Dempsey disse estar orgulhoso do "notável sucesso da USA Basketball", incluindo medalhas de ouro no basquete masculino, basquete feminino e 3×3 feminino nos Jogos de Tóquio-2020. "Permanecemos incansáveis e entusiasticamente comprometidos em vencer e nos dedicarmos novamente a representar nosso país com honra na competição internacional", disse.

Durant e Bird estão entre cinco representantes de atletas — todos medalhistas olímpicos de ouro — que foram acrescentados ao quadro, que foi ampliado de 11 para 15 pessoas para este ciclo. Junto de Bird e Durant estão Seimone Augustus, Jennifer Azzi e Harrison Barnes.

Também fazem parte da diretoria Bethany Donaphin, chefe de operações da WNBA; Gloria Nevarez, diretora executiva da Federação Nacional das Associações Estaduais de Ensino Médio; Karissa Niehoff; e John Rogers Jr., presidente e co-CEO da Ariel Investments.

Os outros membros do conselho incluem o comissário adjunto da NBA, Mark Tatum; o vice-presidente sênior de operações internacionais da NBA, Kim Bohuny; o vice-presidente sênior de basquete da NCAA, Dan Gavitt; o diretor de atletismo de Stanford, Bernard Muir; e o diretor executivo sênior de atletismo associado do Texas, Chris Plonsky.

Estadão
Publicidade
Publicidade