0

Brasil enfrenta o Panamá para se aproximar da vaga na Copa América de basquete

Se vencer o jogo desta sexta-feira e também o de sábado, a seleção masculina vai se classificar antecipadamente

27 nov 2020
09h11
atualizado às 15h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após um longo hiato por causa da pandemia do novo coronavírus, o Brasil entra em quadra nesta sexta-feira, às 12h10, na volta das Eliminatórias da Copa América de 2022. O adversário será o Panamá, no Ginásio do Obras Basket, em Buenos Aires, sem público. A Fiba (Federação Internacional de Basquete) adotou o formato de 'bolha' para o retorno da competição.

O técnico Aleksandar Petrovic optou por um grupo jovem para esta janela, com apenas um jogador atuando fora do Brasil. Além de enfrentar o Panamá, a seleção brasileira encara o Paraguai, no sábado, às 13h10, no mesmo local.

"Depois de três dias de treino, estamos com um grande trabalho. Contente como os jogadores receberam a forma de jogar. Agressivo, intenso na defesa. A expectativa para os jogos é o melhor possível. Temos de nos preocupar com o nosso jogo, onde podemos conseguir uma boa vantagem", afirmou o treinador.

O armador Caio Pacheco, que joga na Argentina - defende o Bahía Basket -, será uma das principais novidades. O jogador de 21 anos foi convocado pela primeira vez. "É um sonho de criança, dá aquele frio na barriga", afirmou.

"Estou muito animado. Sempre trabalhei e continuo trabalhando para ter chance de representar o meu país. Quero aproveitar ao máximo, é algo com não acontece todos os dias. Espero estar à altura da tarefa, fazer um bom trabalho e aos poucos poder conquistar uma vaga na seleção principal", acrescentou o armador.

As Eliminatórias da Copa América terão mais dois jogos em fevereiro, quando o Brasil encara Panamá e Paraguai novamente. Mas, se vencer esses dois jogos de novembro, a seleção já se garante na competição de 2022, já que venceu o Uruguai duas vezes em fevereiro, na primeira janela da competição.

As partidas terão transmissão pelo SporTV.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade