0
Logo do Avaí
Foto: terra

Avaí

Neilton perde pênalti, e Vitória é derrotado pelo Avaí

12 ago 2017
21h03
atualizado às 21h08
  • separator
  • comentários

O Vitória segue em situação extremamente delicada no Campeonato Brasileiro. Recebendo o Avaí neste sábado, no Barradão, o Rubro-Negro baiano falhou na tentativa de sair da zona de rebaixamento ao ser superado pelos visitantes por 1 a 0, graças ao gol no segundo tempo de Júnior Dutra, em duelo válido pela 20ª rodada da competição, a primeira do segundo turno.

Neílton perde pênalti no  Barradão
Neílton perde pênalti no Barradão
Foto: Futura Press

O principal destaque da noite foi Neilton, que teve a chance de abrir o placar para os donos da casa ainda no primeiro tempo, quando cobrou uma penalidade para fora. O atacante também desperdiçou as principais oportunidades criadas pelo Vitória na partida, saindo de campo como o "vilão" da noite para os rubro-negros.

O Vitória segue na sua luta contra o rebaixamento e terá na próxima rodada uma parada dificílima para sair do grupo dos últimos quatro colocados do Brasileirão. No próximo sábado, o Leão vai até Itaquera enfrentar nada mais, nada menos que o líder do campeonato, o Corinthians, às 16h (de Brasília). Já o Avaí, com o mesmo objetivo que o rival, vai em busca dos três pontos contra o São Paulo, na ressacada, também às 16h.

O jogo - O Vitória começou ligado e querendo abrir o placar logo de início. Aos sete minutos Neilton foi conduzindo a bola até a entrada da área, acionou Patric na direita, porém, o meia acabou errando o alvo após cortar o zagueiro, batendo por cima do gol.

O Rubro-Negro baiano seguiu impetuoso e oferecendo poucas brechas ao Avaí. Aos 22 minutos Uillian Correia surpreendeu Douglas Friedrich ao arriscar de fora da área. A bola pegou uma curva e caiu antes do previsto, exigindo boa defesa do goleiro avaiano.

Após mais uma boa oportunidade criada, os donos da casa foram coroados com a marcação de um pênalti aos 23 minutos. Douglas Friedrich chegou atrasado na sobra do cruzamento e acabou derrubando David dentro da área. Na cobrança, Neilton tirou do goleiro, mas mandou por cima do gol, decepcionando os torcedores que compareceram ao Barradão.

Antes do apito final Neilton ainda teve a chance de se redimir e ir para o intervalo com a consciência mais tranquila. Aos 35 minutos o camisa 10 rubro-negro recebeu ótimo passe de Patric, que o deixou na cara do gol, entretanto, ele viu seu chute ser defendido por Douglas Friedrich.

Se o primeiro tempo foi marcado pelo domínio do Vitória e pelas grandes oportunidades de gol criadas pela equipe, na etapa complementar o enredo foi um pouco diferente. Enfrentando mais dificuldades para infiltrar na defesa adversária, o Rubro-Negro baiano teve de lidar com um Avaí ainda mais compactado e se jogando para o ataque pontualmente.

O azar de Neilton se repetiu no segundo tempo. O atacante perdeu duas oportunidades claras de gol dentro da área, finalizando ambas para fora. Em resposta, o Avaí contou com um aproveitamento um pouco melhor que o dos rivais e acabou abrindo o placar aos 27 minutos, quando Júnior Dutra driblou o goleiro e ficou com a meta livre, precisando apenas tirar do zagueiro que tentou bloquear o arremate em cima da linha, porém, sem sucesso.

Daí em diante bastou ao Avaí manter o bom desempenho defensivo para segurar o ímpeto do Vitória nos minutos finais e garantir o tão sonhado triunfo fora de casa, encerrando a sequência de três partidas sem conquistar três pontos.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 0 X 1 AVAÍ

Data: 12 de agosto, domingo;

Horário: às 19h (de Brasília);

Local: Barradão, em Salvador (BA);

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro;

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida da Costa.

Cartões amarelos: Kanu (Vitória); Douglas Friedrich (Avaí)

GOLS: Júnior Dutra, aos 27 minutos do 2ºT (Avaí)

VITÓRIA: Fernando Miguel; Caíque Sá, Kanu, Bruno Bispo e Juninho; Ramon, Uillian Correia (Jhemerson) e Patric (Danilo); David (Júnior), Neilton e Tréllez.

Técnico: Vagner Mancini.

AVAÍ: Douglas Friedrich; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e Capa; Wellington Simião, Luan e Pedro Castro (Luan Pereira); Willians (Maurinho), Romulo e Júnior Dutra (Diego Tavares).

Técnico: Claudinei Oliveira.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade