0

Avaí cala Rei Pelé, vence CSA e assume terceira posição da Série B

17 nov 2018
19h01
atualizado às 23h58
  • separator
  • comentários

Diante de um Estádio Rei Pelé lotado e com a presença ilustre da Rainha Marta, o CSA recebeu o Avaí, na tarde deste sábado, pela penúltima rodada do Brasileiro Série B, e perdeu por 1 a 0. Com isso, os comandados de Geninho assumem a terceira posição, com 60 pontos, e dependem apenas de si para subirem. Por outro lado, o time de Marcelo Cabo precisa de uma vitória no último jogo e aguarda o resultado justamente dos avaianos, contra a Ponte.

O primeiro tempo da partida foi muito tenso e com poucas oportunidades. O Azulão quase marcou com Hugo Cabral e Celsinho, porém foi o Leão da Ilha que inaugurou o placar, com Celsinho, aos 38 minutos. Dois minutos depois do gol, o lateral-esquerdo Capa foi expulso e o Avaí ficou com dez jogadores no restante da partida.

Com um jogador a menos, os visitantes adotaram uma postura mais defensiva no segundo tempo. Quando o CSA dominava grande parte das ações, o zagueiro Xandão foi expulso e a equipe perdeu a vantagem de atletas em campo. O time catarinense quase ampliou a vantagem, aos 33 minutos, porém o chute de Matheus Barbosa carimbou a trave adversária. O CSA fez uma pressão muito grande nos últimos cinco minutos, porém não conseguiu balançar as redes.

Na última rodada da Segundona, o CSA visita o Juventude, no Alfredo Jaconi, no sábado, dia 24, às 17h (de Brasília). Já o Avaí enfrenta a Ponte Preta, na Ressacada, no mesmo dia e horário.

O jogo

O CSA teve a primeira boa oportunidade aos 19 minutos da etapa inicial, com Hugo Cabral. Neto Berola cruzou, Kozlinski afastou e o atacante deu um lindo voleio. O goleiro do time catarinense se recuperou e fez uma ótima defesa.

Na primeira chance, o Avaí abriu o placar aos 38 minutos do primeiro tempo, com Getúlio. Depois de escanteio de Guga, o atacante cabeceou sozinho e a bola parou no fundo das redes.

Aos 42 minutos da primeira etapa, o time da casa quase empatou, com Celsinho. Rafinha cruzou muito bem, o lateral-direito apareceu sozinho por trás da defesa, mas errou na hora da finalização.

Os mandantes quase igualar o marcador aos 16 minutos do segundo tempo, com Walter. O atacante pegou sobra na entrada da área adversária e arriscou um chute. A bola foi muito forte e passou perto da trave esquerda.

Matheus Barbosa teve a chance de marcar o segundo do Avaí aos 33 minutos do segundo tempo. Em contra-ataque rápido, o volante fez uma boa jogada individual e, cara a cara com o goleiro Frigeri, chutou no pé da trave adversária.

O CSA teve a melhor chance da partida aos 44 minutos da etapa final, com Hugo Cabral. Depois da bola ficar viva na grande área, o atacante recuperou a bola sozinho, mas chutou para fora.

Já na prorrogação, aos 47 minutos do segundo tempo, o time da casa quase empatou, com Elivélton. Depois de cobrança de escanteio de Pio, o meia cabeceou sozinho e acertou o travessão.

FICHA TÉCNICA

CSA 0 x 1 AVAÍ

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 17 de novembro de 2018, sábado

Horário: 17 horas (Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)

Cartão amarelo: Capa, Matheus Barbosa (Avaí) Yuri, Pio, Celsinho (CSA)

Cartão vermelho: Capa (Avaí) Xandão (CSA)

GOLS:

AVAÍ: Getúlio, aos 38 minutos do primeiro tempo;

CSA: Frigeri; Celsinho, Elivelton, Xandão e Rafinha; Yuri, Dawhan e Daniel Costa (Rubens); Hugo Cabral, Neto Berola (Judivan) e Walter (Pio).

Técnico: Marcelo Cabo

AVAÍ: Kozlinski, Guga, Betão, Marquinhos Silva e Igor Fernandes (Capa); Judson, Matheus Barbosa, Pedro Castro e Renato; Getúlio (Jones Carioca) e Daniel Amorim (Iury).

Técnico: Geninho

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade