3 eventos ao vivo

Vettel minimiza choque no muro e se diz confiante para corrida em Cingapura

Piloto da Ferrari bateu durante o treino livre da tarde e não conseguiu retornar para a pista

14 set 2018
18h02
  • separator
  • comentários

O primeiro dia de atividades para GP de Cingapura de Fórmula 1 não aconteceu da forma que Sebastian Vettel esperava. Depois de ser o terceiro colocado pela manhã nesta sexta-feira, o piloto da Ferrari se chocou contra o muro no treino livre da tarde e não conseguiu mais voltar para a pista, completando apenas 12 voltas na sessão.

Como era de se esperar, Vettel lamentou o acidente, que causou problemas no pneu traseiro direito e na parte hidráulica do carro. "A parte ruim foi o toque na parede, que fez minha sessão chegar ao fim. Obviamente, foi mais do que um raspão, então tivemos precaução e decidimos não voltar", explicou.

O ocorrido, no entanto, não impediu que o alemão se mantivesse confiante para o fim de semana. "Perdemos algum tempo, o que não é o ideal, mas de toda forma acho que temos boa sensação sobre o carro. E, felizmente, já estive aqui antes e conheço a pista. Amanhã, acho que precisaremos encontrar o balanço correto e sentir o carro um pouco melhor."

De fato, Vettel conhece bem o circuito de Cingapura, onde é o maior vencedor da prova, com quatro triunfos. Até por esta experiência na pista, ele considerou que a corrida será bastante disputada no domingo, entre Ferrari, Mercedes e Red Bull, e exaltou a importância de uma boa colocação no treino classificatório de sábado.

"Está tudo muito próximo. Acredito que para as três equipes, mas talvez a Red Bull esteja mais próxima, especialmente em longas retas, nas quais parecem velozes. Vamos ver. Não saberemos até domingo, mas, obviamente, o treino classificatório é importante aqui", opinou o vice-líder do Mundial de Pilotos.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade