PUBLICIDADE

Sainz vence pela 41ª vez especial no Dakar. Al-Attiyah só administra vantagem

Nasser Al-Attiyah está a apenas um dia de conquistar seu quarto título do Dakar nos carros. Em oitavo nesta quinta-feira, o catariano viu o ex-colega de Volkswagen, Carlos Sainz, vencer pela 41ª vez na história uma etapa do maior rali do mundo

13 jan 2022 09h26
ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz venceu sua 41ª etapa no Dakar
Carlos Sainz venceu sua 41ª etapa no Dakar
Foto: Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

COMO FOI O ANO DOS PILOTOS NOVATOS NA F1 2021?

11ª etapa - Bisha - Bisha

Deslocamento: 155 km

Trecho cronometrado: 346 km

Percurso total: 501 km

Entra ano, sai ano, e o Dakar segue protagonizado por especialmente três pilotos na clássica disputa dos carros. Em ano que marca a entrada da Audi com o protótipo elétrico RS Q e-tron, a Toyota, com o projeto da Hilux consagrado e amplamente desenvolvido, Nasser Al-Attiyah, aos 51 anos, aproveita para brilhar, fazer um rali constante e seguir rumo ao seu quarto título. Mas a Audi, que conta com os campeoníssimos Stéphane Peterhansel e Carlos Sainz, também faz um grande Dakar, em que pese as naturais dificuldades. Depois de o 'Monsieur Dakar' levar a décima especial, 'El Matador' Sainz venceu a 11ª etapa, nesta quinta-feira (13) em Bisha, na Arábia Saudita.

Foi a quarta vitória de Sainz em especiais nesta edição 2022 do Dakar e a 41ª em toda a sua trajetória, marcada pela conquista dos três títulos (2010, 2018 e 2020). Ao lado do navegador espanhol Lucas Cruz, o veterano de 59 anos cruzou a linha de meta da especial em 3h29min322, 2min21s de vantagem para a dupla segunda colocada, formada por Sébastien Loeb e Fabian Lurquin, com protótipo Prodrive da Bahrain Raid Xtreme.

Carlos Sainz foi o mais rápido nas dunas de Bisha (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lucio Álvarez, piloto argentino que guia Toyota Hilux preparado pela Overdrive ao lado do navegador espanhol Armand Monleón, foi o terceiro na etapa, seguido pela dupla sueca formada por Mattias Ekström e Emil Bergkvist, da Audi, em grande performance ao longo de todo o Dakar. O campeão Nani Roma, companheiro de equipe de Loeb e Orlando Terranova, foi o quinto ao lado do navegador Alex Haro Bravo.

Stéphane Peterhansel e seu copiloto, o também francês Edouard Boulanger, terminou em sétimo na especial, com 5mis de atraso para Sainz e Lucas Cruz.

Nasser Al-Attiyah está a um dia de faturar o Dakar pela quarta vez (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

Já Al-Attiyah somente administrou a diferença perante a dupla segunda colocada, Loeb e Lurquin, e está muito perto do seu quarto título do Dakar. Ao lado do navegador francês Mathieu Baumel, o catariano foi o oitavo colocado nesta especial de dura navegação em razão das astas dunas em Bisha, 6min42s da dupla espanhola da Audi.

Com apenas um dia de disputa e 164 km de especial entre Bisha e Jedá, Al-Attiyah tem 28min19s de frente para Loeb. Já bem distante em termos de tempo, na terceira posição, aparece o saudita Yazeed Al Rajhi, que ao lado do navegador britânico Michael Orr tem 1h03min43s de atraso para  Nasser e Baumel.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade