PUBLICIDADE

Penske adianta entrada no WEC em um ano para temporada 2022 e já chama Nasr

Felipe Nasr será piloto da Penske na classe LMP2 da temporada 2022 do WEC, antes de equipe entrar nos Hipercarros ano que vem. Peugeot e Glickenhaus estreiam na classe principal

12 jan 2022 08h50
| atualizado às 10h02
ver comentários
Publicidade
Felipe Nasr foi contratado pela aliança entre Porsche e Penske e vai disputar o WEC em 2022
Felipe Nasr foi contratado pela aliança entre Porsche e Penske e vai disputar o WEC em 2022
Foto: Porsche AG / Grande Prêmio

AS NOVIDADES DA F1 2022: O QUE ESPERAR DE ALBON E ZHOU?

A Penske vai fazer sua entrada no Mundial de Endurance da FIA, o WEC, a partir de 2022. A intenção da equipe é participar da disputa entre os Hipercarros em 2023 — em parceria com a Porsche — e como forma de preparação para a nova etapa, a equipe decidiu participar da classe LMP2 este ano com apenas um carro, o ORECA 07-Gibson #5. No ano passado, rumores de que o time participaria da edição de 2022 começaram a pipocar após o carro ser visto em testes em Indianápolis.

Os pilotos responsáveis pelo carro #5 da Penske serão o brasileiro Felipe Nasr, campeão do IMSA em 2021, o americano Dane Cameron, que também assegurou o título em 2016 e 2019 — este último pela própria Penske —, além do veterano francês Emmanuel Collard, que correu pela última vez na classe LMP2 em 2017.

Além disso, o grid da classe LMP2 será o maior da história do WEC. De acordo com o evento, serão 15 carros na disputa em 2022, quatro a mais do que no ano passado. A Penske não será a única nova equipe na temporada, já que Prema, Vector e Ultimate também têm estreias confirmadas para 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A Porsche desenvolve, junto com a Penske, o novo protótipo LMDh para 2023 (Foto: Porsche AG)

Alguns pilotos de renome, inclusive com passagens pela Fórmula 1, estarão na LMP2 este ano: além do já citado Nasr, outros nomes incluem Robert Kubica — que vai integrar a equipe da Prema junto a Louis Delétraz e Lorenzo Colombo —, Esteban Gutiérrez e Sébastien Bourdais. O português António Félix da Costa, que vai disputar mais uma temporada da Fórmula E em 2022 pela DS Techeetah, também tem presença confirmada.

Na classe principal do WEC, a dos Hipercarros, a dominante campeã Toyota terá uma nova companhia no grid em 2022. A Peugeot vai entrar com dois modelos 9×8 Híbridos na tentativa de competir com a fabricante japonesa pelo título da categoria, vencido sem sustos em 2021 — a equipe triunfou em todas as corridas, três com o carro #8 e outras três com o #7.

Por falar na Toyota, o trio campeão de 2021 no carro #7 — formado por Mike Conway, Kamui Kobayashi e José Maria López — está confirmado na disputa deste ano nos Hipercarros. Já no #8, apenas uma alteração: sai Kazuki Nakajima, entra Ryo Hirakawa. Sébastien Buemi e Brendon Hartley, no entanto, permanecem na equipe por mais um ano.

O trio formado por Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María López venceu a classe de Hipercarros no WEC 2021 (Foto: AFP)

"Não há jeito melhor de celebrar o décimo aniversário do WEC do que com um recorde de carros no grid", comemorou o CEO do Mundial de Endurance, o francês Frédéric Lequien. "Não apenas temos um grid forte e variado nos Hipercarros e na LMGE-Pro, mas também vemos números recordes na LMP2 e na LMGTE-Am, a prova definitiva do crescimento de nosso campeonato. O futuro do WEC parece brilhante e estamos ansiosos para ver todos em Sebring para o início do que promete ser outra temporada memorável", completou.

Único brasileiro confirmado até o momento na disputa além de Nasr, André Negrão vai continuar sua participação na classe dos Hipercarros. Ainda sem os companheiros de equipe definidos, o piloto tupiniquim vai pilotar a Alpine A480 Gibson em 2022.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade