PUBLICIDADE

Jones e Gugelmin fecham etapa 9 do Rali Dakar em 2º e mantêm liderança nos UTVs

Marek Goczal e Lukasz Laskawiec venceram a etapa 9 do Dakar 2022 nos UTVs, enquanto Austin Jones e Gustavo Gugelmin fecharam em 2º. Nos Protótipos Leves, Seth Quintero venceu mais uma

11 jan 2022 10h26
ver comentários
Publicidade
Austin Jones e Gustavo Gugelmin lideram o Dakar 2022 nos UTVs
Austin Jones e Gustavo Gugelmin lideram o Dakar 2022 nos UTVs
Foto: Frédéric Le Floch/DPPI/ASO / Grande Prêmio

AS NOVIDADES DA F1 2022: O QUE ESPERAR DE ALBON E ZHOU?

9ª etapa - Wadi Ad Dawasir - Wadi Ad Dawasir

Deslocamento: 204 km

Trecho cronometrado: 287 km

Percurso total: 491 km

O piloto norte-americano Austin Jones e o navegador brasileiro Gustavo Gugelmin deram mais um passo para a conquista do Rali Dakar 2022 na disputa dos UTVs (ou SSV). A dupla terminou a disputa da nona etapa da competição, realizada nesta terça-feira (11) em laço na cidade de Wadi Ad Dawasir, na Arábia Saudita, na segunda colocação, terminando a apenas 58s da tripulação vencedora, formada pelos poloneses Marek Goczal e Lukasz Laskawiec. A Polônia, aliás, segue muito forte na prova. Depois de novo 1-2 na competição, o país garantiu mais um pódio com duas duplas, já que Michal Goczal — irmão de Marek — foi o terceiro ao lado de Szymon Gospodarczyk.

Rodrigo Luppi e Maykel Justo desta vez enfrentaram uma especial mais limpa e sem os problemas dos dois dias anteriores. A dupla brasileira da equipe South Racing levou o UTV da Can-Am à quarta colocação da etapa depois de ter chegado a liderar durante parte do trecho da especial e terminou a 4min07s do tempo dos vencedores da etapa.

Austin Jones e Gustavo Gugelmin lideram o Dakar 2022 nos UTVs (Foto: Frédéric Le Floch/DPPI/ASO)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Os também poloneses Aron Domzala e Maciej Marton finalizaram em quinto, 5min35s atrás dos vencedores e compatriotas. Destaque para Molly Taylor, australiana que também compete na Extreme E. Nesta terça-feira, a pilota, ao lado do navegador Dale Moscatt, terminou na sexta posição, à frente de a dupla formada pelo lituano Rokas Baciuska e o espanhol Oriol Mena, em sétimo. Já Gerrard Farrés Guell, que ainda sonha com a conquista do título, foi o oitavo ao lado do parceiro de carro, o navegador Diego Ortega.

Em termos de classificação geral, Jones e Gugelmin lideram a disputa do Dakar nos UTVs. Contudo, com três etapas ainda pela frente, a vantagem para a dupla segunda colocada está longe de ser confortável. São apenas 13min47s de frente para Farrés Guell e Diego Ortega, enquanto os poloneses Michal Goczal e Gospodarczyk aparecem em terceiro, com 16min27s atrás. Luppi e Justo estão em sexto no geral, distantes 1h02min53s da liderança da disputa.

Nada muda nos Protótipos Leves: Quintero vence e 'Chaleco' lidera

A disputa do Dakar 2022 nos UTVs tem um script bem definido e que segue sendo desenvolvido nesta reta final da prova. Seth Quintero, norte-americano de 19 anos que corre ao lado do navegador alemão Dennis Zenz, venceu mais uma especial, a nona da prova — o Dakar contabiliza as duas 'pernas' da primeira etapa —, e se encaminha para o recorde de dez vitórias em especiais numa mesma edição do rali.

O recorde de vitórias em especiais numa mesma edição do Dakar foi logrado no distante ano de 1994, há quase 30 anos, pois, quando Pierre Latigue venceu dez especiais na disputa dos carros. Jacky Ickx e Hubert Auriol, ambos em 1984, triunfaram em nove etapas, em marca que foi igualada nesta terça-feira por Quintero.

Seth Quintero segue brilhando e quebrando recordes no Dakar (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

Ao longo de toda a especial, Quintero travou disputa com Cristina Gutiérrez e se revezou com a espanhola na primeira colocação. Entretanto, na zona de meta, o jovem norte-americano terminou com tempo total de 2h50min04s, 2min20s mais rápido que Cristina e seu navegador, o francês François Cazalet.

Francisco 'Chaleco' López Contardo, muito perto de conquistar seu terceiro título no Dakar, já está na fase de administrar a vantagem e acelerar sem correr riscos. Ao lado do compatriota, o navegador chileno Juan Pablo Vinagre, o veterano terminou a especial em terceiro, a 5min29s do tempo da dupla vencedora, enquanto a tripulação formada pelo piloto sueco Sebastian Eriksson e o navegador holandês Wouter Rosegaar concluiu na quarta posição, 6min19s atrás de Seth Quintero. Os russos Pavel Lebedev e Kirill Shubin concluíram o dia na quinta posição, com 14min21s e atraso para os líderes do dia.

Em termos de classificação geral, nada mudou. 'Chaleco' e Vinagre lideram com ampla vantagem, agora de 1h19min51s, para Eriksson e Rosegaar. A dupla formada pelo espanhol Fernando Álvarez e o francês Xavier Panseri, que concluiu o dia na oitava posição, se mantém em terceiro, porém com 3h06min21s de déficit para a tripulação chilena. Cristina Gutiérrez e Cazalet estão em quarto, com 4h53min51s atrás de 'Chaleco' e Vinagre, enquanto Quintero e Zenz, em razão da quebra sofrida na segunda especial e da respectiva punição para seguir na prova, não têm mais chances de título e estão a 15h33min10s do tempo dos líderes da competição.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade