3 eventos ao vivo

Verstappen se anima com ritmo de corrida da Red Bull após treinos em Barcelona

Max Verstappen se vê de mãos atadas contra a Mercedes em voltas rápidas, mas acha que a Red Bull pode dar trabalho em ritmo de corrida. Alexander Albon não ficou feliz com acerto do carro

14 ago 2020
12h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Max Verstappen fez o quarto melhor tempo para o GP dos 70 Anos
Max Verstappen fez o quarto melhor tempo para o GP dos 70 Anos
Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

A Red Bull ainda não tem condições de ameaçar a Mercedes em voltas rápidas, mas aparenta estar em uma boa posição quando o assunto é ritmo de corrida. Max Verstappen, terceiro mais rápido nos treinos livres desta sexta-feira (14) em Barcelona, não descartou a possibilidade de se envolver na briga pela vitória no domingo após sentir progresso.

O progresso não é necessariamente na comparação entre a pré-temporada de fevereiro e o GP da Espanha de agosto, mas simplesmente na sensação de conforto atrás do volante.

"É muito difícil falar [sobre comparação com pré-temporada] porque está muito mais quente agora", disse Verstappen. "O que quer que você aprenda nos testes de inverno deixa de ser realmente relevante, mas acho que o carro se comportou bem. Nós estamos claramente perdendo tempo em volta rápida para a Mercedes, mas foi um dia positivo", seguiu.

Max Verstappen se anima após os treinos em Barcelona
Max Verstappen se anima após os treinos em Barcelona
Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

"O carro está bom de pilotar, especialmente em simulação de corrida. Isso é bem importante. Nós estamos com os pneus mais duros aqui e é algo que temos sob controle, mas gostaria de ter pneus mais macios. Na classificação é difícil [ameaçar a Mercedes]. Ainda veremos na corrida, porque me senti confortável hoje", destacou.

Os treinos livres reservaram sensações diferentes para Alexander Albon. Pilotando a outra Red Bull, o tailandês começou feliz no TL1, mas ficou insatisfeito com a performance no TL2, em que terminou apenas com o 13° melhor tempo.

"Eu estive [confortável no carro], mas não muito durante a tarde. Tentamos algumas coisas e não conseguimos andar na direção que queríamos. Estamos melhorando, mas acontece que a Mercedes é muito rápida. Vamos analisar os dados, olhar para o que fizemos no TL1 e talvez voltar para aquela direção. Teremos que cuidar muito dos pneus, isso é fato", seguiu.

A Red Bull parte para Barcelona com motivos para estar empolgada. A equipe acabou com a série de vitórias da Mercedes no GP dos 70 Anos, em que fez grande trabalho com os pneus para triunfar com Verstappen. O holandês usou o resultado para virar vice-líder no Mundial de Pilotos, 30 pontos atrás de Lewis Hamilton.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade