PUBLICIDADE

Verstappen diz que "há muito a avaliar" após treinos livres na Hungria. "Mas nada chocante"

Max Verstappen teve pela frente uma sexta-feira de sentimentos mistos em Hungaroring. Pela manhã, liderou a atividade de pista, mas sofreu com o forte calor na sessão da tarde e ainda teve de lidar com a falta de equilíbrio do carro. No fim das contas, nada que preocupe o líder do campeonato, ao menos nas palavras

30 jul 2021 12h47
| atualizado às 12h59
ver comentários
Publicidade
Max Verstappen falou sobre o forte calor nesta sexta-feira na Hungria
Max Verstappen falou sobre o forte calor nesta sexta-feira na Hungria
Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Max Verstappen abriu o fim de semana do GP da Hungria disposto a buscar a reação depois do revés há quase duas semanas em Silverstone. A sexta-feira (30) do líder da temporada 2021 da Fórmula 1 começou de forma positiva, com a liderança do treino livre 1. Entretanto, com a pista bem mais quente na segunda sessão, à tarde, o holandês sofreu com a falta de equilíbrio do carro e não conseguiu a melhor performance. Nada que, ao menos nas palavras, preocupe Max.

O piloto da Red Bull virou 1min17s555 na melhor de 21 voltas completadas pela manhã, o suficiente para liderar o TL1 com vantagem de apenas 0s061 para Valtteri Bottas, o segundo colocado. À tarde, no entanto, Verstappen ficou em terceiro ao marcar 1min17s310. O dono do carro #33 foi 0s298 mais lento que o finlandês da Mercedes, enquanto Lewis Hamilton foi o segundo.

Em entrevista coletiva pouco depois da sessão desta tarde, Verstappen foi questionado sobre o que a Red Bull precisa melhorar para lutar contra a Mercedes na sequência do fim de semana.

Max Verstappen registrou o terceiro melhor tempo do dia em Hungaroring
Max Verstappen registrou o terceiro melhor tempo do dia em Hungaroring
Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Especialmente em uma volta, mas também nos long-runs. Além disso, há muitas coisas para avaliar, mas nada chocante", declarou.

No fim das contas, um dos grandes problemas reportados por Verstappen foi a alta temperatura do asfalto, que passou dos 63ºC nesta tarde. "Não há nada grande demais para superar. No geral, não é um dia fácil com a temperatura da pista".

O cenário climático, contudo, tende a mudar neste sábado, que traz, segundo o site especializado Weather Channel, uma temperatura ambiente mais branda, entre 25 e 27ºC, e grande possibilidade de chuva, até tempestade.

A partir de agora e pelas próximas horas, Max vai estudar com sua equipe de engenheiros os rumos do acerto do carro para encontrar o rumo em Hungaroring. "Fizemos alguns ajustes, acho que tentamos algo do TL1 para o TL2, então precisamos analisar o que deu certo e o que não deu certo. A pista também estava muito quente, então nunca é fácil", concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Hungaroring neste sábado. O terceiro treino livre está marcado para 7h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

BOMBA! MERCEDES ACENDE GUERRA NA F1 APÓS FIA ESNOBAR RED BULL NO CASO HAMILTON-VERSTAPPEN | Briefing

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade