0

Sem Globo, F1 abre negociação com SBT, Band e até Cultura

A temporada 2021 da Fórmula 1 pode seguir na TV aberta no Brasil

11 set 2020
13h31
atualizado às 13h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
A decisão da Globo em não renovar o contrato de transmissão da Fórmula 1 para 2021 abriu um curioso caminho que pode manter a maior das categorias do esporte a motor na TV aberta no Brasil. SBT, Band e até Cultura estão em contato com o Liberty Media, soube o GRANDE PRÊMIO.
Hamilton manteve a liderança na largada, mas terminou a corrida apenas em sétimo
Hamilton manteve a liderança na largada, mas terminou a corrida apenas em sétimo
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

O assunto Fórmula 1 ronda o SBT já há algum tempo e é tópico de conversas de membros da cúpula desde o começo da temporada de 2020, muito antes de saberem que a Globo não renovaria os direitos com o Liberty Media. No restaurante da emissora, por exemplo, os dirigentes costumam ter um 'papo de boteco' para analisar as corridas.

Assim aconteceu, por exemplo, depois do GP da Estíria, em que todos os executivos, sem exceção, falavam da vitória de Lewis Hamilton e da volta final em que Lando Norris brilhou. A emissora, inclusive, já estuda a criação de um departamento apenas para cuidar de esportes.

A incapacidade de produção em tempos de pandemia e o retorno que o futebol deu recentemente na decisão do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense levaram a direção do SBT a tal caminho. O que é visto com certa restrição por funcionários porque, em uma conta de padaria, o canal não tinha dinheiro para comprar os direitos do Campeonato Italiano — que caiu no colo do Grupo Bandeirantes.

No caso do SBT, a negociação com a Fórmula 1, informada pelo site Notícias da TV e confirmada pelo GP, acontece logo após a emissora adquirir os direitos de transmissão da Libertadores, principal torneio de futebol na América do Sul. Téo José, assim, foi contratado para assumir as narrações, mas tem vasta experiência também no automobilismo, com um currículo de anos de Indy e, recentemente, Fórmula E, MotoGP e Nascar no FOX Sports.

Para a Cultura, seria um enorme passo adiante na programação, que hoje conta com um jogo por semana da Superliga Feminina, um jogo da Superliga Masculina e regionais de futebol em suas afiliadas, como o Campeonato Paraense.

Outra que também analisa o cenário é a Bandeirantes, que voltou a ter eventos importantes da 'velha guarda', como a NBA e o Campeonato Italiano. A Band readquiriu os direitos da Indy às vésperas deste campeonato e quer se mostrar ao Liberty Media como uma emissora crível que tem expertise no esporte, também soube o GP.

Na Record, o departamento comercial até tem interesse, mas o problema é convencer a IURD, a igreja que controla a emissora, a abrir mão dos seus horários nos momentos em que falam para alguns escutarem - sobretudo nas corridas da madrugada.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade