2 eventos ao vivo

Sainz minimiza bom resultado no TL2 em Silverstone: "Carro ainda não está lá"

Carlos Sainz não se empolgou com o sexto lugar na sexta-feira em Silverstone. Já Lando Norris falou sobre o dia complicado que teve

31 jul 2020
16h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Ao lado de Räikkönen, Carlos Sainz foi o que mais deu voltas na atividade da tarde. Foram 35
Ao lado de Räikkönen, Carlos Sainz foi o que mais deu voltas na atividade da tarde. Foram 35
Foto: McLaren / Grande Prêmio

A McLaren encarou altos e baixos nos primeiros treinos livres para o GP da Inglaterra, realizados nesta sexta-feira (31). Após a dupla de pilotos ficar de fora do top-10 na primeira atividade do dia, a equipe viu o espanhol Carlos Sainz fechar a segunda sessão com o sexto lugar.

Sainz ficou à frente de concorrentes diretos na briga por pontos como Nico Hülkenberg, da Racing Point, e Daniel Ricciardo, da Renault. O #55 falou sobre as dificuldades encaradas no dia.

"Foi uma sexta-feira intensa testando novas atualizações e precisando adaptar às condições da pista. O vento aumentou e a temperatura subiu bastante do TL1 para o TL2, o que significa que a pista era mais complicada para os pneus e tornava o carro mais difícil de pilotar", declarou Sainz.

O espanhol somou pontos em todas as corridas de 2020
O espanhol somou pontos em todas as corridas de 2020
Foto: McLaren / Grande Prêmio

Carlos minimizou o bom resultado alcançado no segundo treino livre. O piloto aguarda o sábado de classificação para entender o real potencial do MCL35.

"Eu diria que foi um dia positivo, com evoluções do TL1 ao TL2, mas o carro ainda não está lá. Nossos tempos parecem competitivos, mas alguns carros perderam tempo pela bandeira vermelha. Temos de esperar até amanhã para ver onde realmente estamos. Estou ansioso", completou.

Lando Norris teve um dia mais complicado. Deu 48 giros durante a sexta-feira, 11 a menos que o companheiro de equipe, e encarou problemas que impediram a simulação de ritmo de corrida.

"Tivemos um dia decente em termos de completar nosso programa. O TL2 foi difícil, um problema no fim significou que eu poderia dar apenas duas ou três voltas com muito combustível, o que foi frustrante. Apesar disso, trabalhamos com as atualizações e algumas das mudanças no carro entender melhor o que temos. No geral, foi um dia difícil com o vento afetando muito o carro. Tornou as coisas complicadas, mas apesar disso, foi positivo passar por tudo que precisávamos", disse o inglês.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade