PUBLICIDADE

Sainz lamenta bandeira vermelha após acidente no Q3 em Mônaco: "É uma pena"

O espanhol da Ferrari escreveu mais um capítulo de seu calvário na F1 em 2022 e, apesar da segunda colocação em Mônaco, bateu em Pérez no Q3

28 mai 2022 12h53
| atualizado às 13h02
ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz faz primeira fila da Ferrari em Mônaco
Carlos Sainz faz primeira fila da Ferrari em Mônaco
Foto: Andrej Isakovic/AFP / Grande Prêmio

O mau momento de Carlos Sainz na temporada 2022 da Fórmula 1 deu, novamente, o ar da graça, só que dessa vez em Monte Carlo.

Embora tenha feito uma boa classificação e largará em segundo, ao lado do companheiro e pole-position Charles Leclerc, o espanhol da Ferrari bateu em Sérgio Pérez durante o Q3 deste sábado (28) em Mônaco.

O "Smooth Operator" deu sua versão sobre o incidente com o mexicano da Red Bull e lamentou mais uma bandeira vermelha que o impediu de avançar na classificação.

Sainz bateu em Perez no Q3, mas larga em 2º em Mônaco (Foto: Ferrari)

"Ele [Checo] bateu na minha frente, eu havia visto a bandeira amarela quando estava freando na curva 8 e tentei evitá-lo. É uma pena que mais uma bandeira vermelha nos custou o fim da classificação", disse Sainz.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Monossilábico, o espanhol agora fica no aguardo de saber se haverá muitos danos em seu carro para que ele possa alinhar na corrida de domingo e não ficar como Leclerc em 2021, que mesmo saindo na frente, o acidente no Q3 à época deixou muitos danos à sua Ferrari e ele nem largou.

"Vamos tentar terminar o trabalho amanhã, afinal, estamos em uma boa posição para obter pontos para a temporada", finalizou.

A Fórmula 1 continua com o GP de Mônaco do domingo, marcado para as 10h [de Brasília, GMT-3]. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade