PUBLICIDADE

Sainz diz que pilotos vão debater acidente entre Hamilton e Verstappen em reunião

Carlos Sainz avaliou que a batida que marcou o GP da Itália foi fácil de entender, mas não quis entrar em detalhes para esperar a próxima reunião dos pilotos

14 set 2021 09h47
ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz evitou falar muito do acidente
Carlos Sainz evitou falar muito do acidente
Foto: Ferrari / Grande Prêmio

O GP da Itália de Fórmula 1 foi uma corrida marcante por vários motivos, mas nenhum é tão importante para a temporada 2021 quanto o acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, segundo do ano, que tirou os dois postulantes ao título do evento. Segundo Carlos Sainz, porém, o assunto seguirá em pauta entre os pilotos titulares: segundo ele, ainda haverá diálogo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Como de costume, os pilotos vão se reunir em Sóchi antes do GP da Rússia. Lá, discutirão questões importantes, como os encontros que acontecem na pista. O acidente de Monza será uma das pautas.

"Eu acho que é sempre possível de evitar: dois pilotos não batem se um não quiser. Esse caso é um em que eles sempre vão lutar o mais duro que puderem porque se trata de um cenário de luta por título. Você fica mais exposto por esse tipo de incidente, como já vimos no passado", disse.

Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram de novo e abandonaram o GP da Itália
Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram de novo e abandonaram o GP da Itália
Foto: Beto Issa / Grande Prêmio

Paddockast #120 | Holanda reitera tônica de 2021: Red Bull é melhor equipe

"Creio que é algo natural na F1 que, mais vezes do que não, dois caras vão colidir quando estão lutando entre si pelo campeonato. Do meu ponto de vista, o acidente é bastante claro. Não vou entrar em detalhes e dar minha opinião, porque acho que haverá uma conversa sobre isso na próxima reunião dos pilotos", seguiu Sainz.

Já Charles Leclerc simplesmente não quis fazer qualquer comentário sobre o acidente a não ser sobre o fato de que não é incomum.

"É normal ver esse tipo de acidente. Eles estão na luta pelo título mundial, e os dois querem demais ganhar, do mesmo jeito que eu iria querer se estivesse nessa posição. É compreensível ver esse tipo de luta, provavelmente todos já viram isso no passado. Não vou comentar", finalizou.

O próximo encontro oficial dos pilotos acontece em cerca de duas semanas, quando a Fórmula 1 desembarcar em Sóchi para o GP da Rússia dos dias 24-26 de setembro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GP DA ITÁLIA: TUDO SOBRE A CORRIDA | Briefing

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade