PUBLICIDADE

Sainz admite surpresa com primeira pole da carreira na Inglaterra: "Estava sofrendo"

Carlos Sainz conquistou um feito histórico para sua carreira ao superar Max Verstappen e garantir a pole do GP da Inglaterra, mas admitiu após a classificação que não esperava pelo resultado

2 jul 2022 - 12h30
(atualizado às 12h36)
Ver comentários
Sainz admitiu não ter visto “nada especial” em última volta
Sainz admitiu não ter visto “nada especial” em última volta
Foto: Ferrari / Grande Prêmio

FÓRMULA 1 2022 AO VIVO: SAINZ BATE VERSTAPPEN E FICA COM A POLE DO GP DA INGLATERRA | Briefing

Após 149 corridas disputadas, Carlos Sainz enfim garantiu sua primeira pole-position na Fórmula 1 neste sábado (2), em Silverstone. O piloto espanhol surgiu de repente no fim do treino, quando já se esperava uma vitória tranquila do dominante Max Verstappen, e aproveitou os erros dos rivais para conquistar um resultado histórico na carreira. Após o desfecho, fez questão de agradecer à torcida e destacar o alto grau de dificuldade com a pista molhada na Inglaterra.

"Primeiramente, queria agradecer à torcida que ficou aqui mesmo com a chuva, os espanhóis teriam mais problemas com a chuva, mas eles estão mais acostumados, então obrigado por estarem aqui", começou Sainz. "Foi uma boa volta, eu estava sofrendo bastante com as poças e os [pneus] intermediários, haviam muitas na linha de corrida", afirmou.

Carlos Sainz larga na frente em Silverstone (Foto: AFP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Então, estava muito fácil chicotear e perder a volta, além de ser difícil encontrar o ponto certo de temperatura com esses intermediários", prosseguiu. "No fim, consegui uma volta que não achei que tinha sido especial, mas é assim que as coisas são. Pole-position, foi um pouco surpreendente", ressaltou.

Questionado sobre se pode transformar a primeira pole na primeira vitória neste domingo, Sainz preferiu se basear nos dados obtidos pela Ferrari ao longo dos treinos livres e acredita que o ritmo demonstrado pela F1-75 em Silverstone seja o suficiente para segurar Verstappen e seu companheiro Charles Leclerc, que largam logo atrás do espanhol e prometem partir para cima na briga pelo triunfo.

"Sim, acho que sim. O ritmo esteve lá durante todo o fim de semana, exceto pelo TL3 — em que tivemos alguns problemas, mas achamos que conseguimos consertar a tempo para a classificação", opinou Sainz. "Se eu me basear no meu tempo do TL2, acho que estamos em uma boa posição para segurar Max Verstappen]. Charles [Leclerc] com certeza vai botar pressão, e vou dar meu melhor", encerrou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Inglaterra. No domingo, a largada está marcada para as 11h (de Brasília, GMT-3).

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade