PUBLICIDADE

Red Bull vê Pérez com maior confiança na reta final de 2021: "Precisamos dele"

Christian Horner elogiou a forma recente de Sergio Pérez e entende que o mexicano também deveria ter ido ao pódio nos GPs da Itália e da Rússia

28 out 2021 09h24
ver comentários
Publicidade
Christian Horner elogiou o trabalho de Sergio Pérez nas últimas provas
Christian Horner elogiou o trabalho de Sergio Pérez nas últimas provas
Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

WILLIAMS-AUDI E McLAREN-PORSCHE: É POSSÍVEL A PARTIR DE 2025-2026 NA F1?

Sergio Pérez atravessa boa fase na Fórmula 1. Depois de viver grande parte desta temporada 2021 contestado em razão da falta de performance e, principalmente, de grandes resultados com a Red Bull, o mexicano emendou dois pódios consecutivos com os terceiros lugares nos GPs da Turquia e dos EUA. Em Austin, particularmente, 'Checo' andou bem em todo o fim de semana, ficou a apenas 0s015 da primeira fila e mesmo debilitado em razão de uma diarreia pela manhã, desidratado e com problemas no sistema de bebida do carro, conseguiu levantar mais um troféu no último domingo (24).

No entendimento de Christian Horner, chefe de Pérez na Red Bull e que já comandou o mexicano nos tempos de antiga GP2, em 2009, a chave para a evolução do piloto nascido em Guadalajara nesta fase crucial da temporada é uma só: "Confiança".

ANÁLISE

Sergio Pérez festejou mais um pódio na temporada 2021 da F1 (Foto: Chris Graythen/Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Acho que ela tem vindo nas últimas corridas. Em Monza, ele esteve forte. Ele foi forte em Sóchi. Deveria ter subido ao pódio nessas duas corridas", declarou o dirigente britânico em entrevista coletiva logo depois da corrida no Texas.

"Teve uma corrida forte em Istambul e esteve no ritmo durante todo o fim de semana, então acho que é somente a confiança. Precisamos dele entregando nesta época do ano, que é um grande resultado da parte dele", acrescentou Horner.

Em Monza, Pérez era o terceiro quando, em luta por posição com Valtteri Bottas, da Mercedes, cortou caminho em uma das chicanes do circuito italiano e foi punido em 5s. De terceiro na pista, 'Checo' caiu para quinto.

Já na Rússia, Pérez figurava em terceiro no momento em que a chuva se intensificou, entre as voltas 47 e 48 em Sóchi. A estratégia adotada naquele momento da corrida não deu certo, e o mexicano só terminou a disputa em nono lugar.

No entanto, entre os GPs da Turquia e dos Estados Unidos, Pérez somou 30 pontos e pulou para quarto no Mundial de Pilotos. Ao superar Lando Norris, 'Checo' tem agora 150 tentos, ainda distante dos 185 de Valtteri Bottas.

Na luta pelo título do Mundial de Construtores, a Red Bull conta com Pérez para tentar virar o jogo contra a Mercedes, que lidera com 460,5 pontos, contra 437,5 da equipe dos energéticos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O chefe da Red Bull acredita que a equipe em si tem conseguido trabalhar para deixar o carro mais ao estilo de pilotagem de Pérez nesta reta final da temporada. "Acho que estamos conseguindo encontrar um acerto que funcione para ele e melhorar um pouco mais um carro em torno do seu estilo".

Com cinco corridas para o desfecho do campeonato, Horner reforçou que vê em Pérez um elemento fundamental para que o time busque os dois títulos em jogo em 2021. "Acho que há algumas corridas importantes a caminho, então precisamos que ele faça o que fez aqui", concluiu.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade