PUBLICIDADE

Red Bull vacila em estratégia de Verstappen e entrega vitória a Hamilton na Espanha

O GP da Espanha foi bastante morno e definido no jogo de xadrez entre Lewis Hamilton e Max Verstappen. A Red Bull tentou apostar numa estratégia de só uma parada, enquanto a Mercedes foi com dois pit-stops para Lewis Hamilton, que faturou a vitória 98 da carreira na F1

9 mai 2021 11h38
| atualizado às 11h50
ver comentários
Publicidade
Lewis Hamilton conquistou a vitória 98 na F1 em um 'jogo de xadrez' com Max Verstappen
Lewis Hamilton conquistou a vitória 98 na F1 em um 'jogo de xadrez' com Max Verstappen
Foto: AFP / Grande Prêmio

O GP da Espanha deste domingo (9) foi, como esperado, de poucas ações na pista. A luta pela vitória entre Max Verstappen e Lewis Hamilton, travada desde a largada, se desenhou como um verdadeiro duelo estratégico. A Red Bull optou, na maior parte da corrida, por uma estratégia de apenas um pit-stop, enquanto a Mercedes foi para a habitual opção de duas paradas. Com pneus médios mais desgastados, o holandês não conseguiu segurar a melhor performance de Hamilton, que fez a ultrapassagem nas voltas finais e arrancou em Barcelona para a vitória 98 na carreira, a terceira na temporada 2021 da Fórmula 1.

Verstappen teve de se contentar com o segundo lugar na corrida, mas pelo menos conseguiu marcar o ponto extra com a volta mais rápida da corrida. Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, completou o pódio em Barcelona com outra atuação sem brilho, o suficiente para lhe garantir mais um terceiro lugar. Charles Leclerc, em outra grande atuação na temporada, foi quarto colocado com a Ferrari, enquanto a Sergio Pérez restou o quinto posto depois de ter largado em oitavo com a segunda Red Bull.

Daniel Ricciardo fez uma sólida corrida com a McLaren e foi o sexto, seguido pela Ferrari de Carlos Sainz. Lando Norris, desta vez, ficou longe das cinco primeiras posições e foi o oitavo, à frente da Alpine de Esteban Ocon, que segurou Pierre Gasly no fim para marcar dois pontos em um duelo de franceses. Sebastian Vettel foi apenas o 13º colocado, enquanto Fernando Alonso terminou só em P17.

Com o triunfo neste domingo, Hamilton ampliou a vantagem de 8 para 14 pontos contra Verstappen. O britânico soma agora 94 pontos, contra 80 do seu grande adversário na luta pelo título, enquanto Bottas assumiu o terceiro lugar ao superar Lando Norris, mas está muito atrás dos dois protagonistas do ano ao acumular 47 tentos.

A Fórmula 1 volta a acelerar com o GP de Mônaco, quinta etapa da temporada, em 23 de maio.

Lewis Hamilton arrancou uma grande vitória na base da estratégia e do vacilo da Red Bull
Lewis Hamilton arrancou uma grande vitória na base da estratégia e do vacilo da Red Bull
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Saiba como foi o GP da Espanha de Fórmula 1

Com o céu bastante nublado e com a chuva que parecia se aproximar da região do circuito catalão, a quarta etapa da temporada 2021 começou diante da expectativa de mais um confronto entre Lewis Hamilton e Max Verstappen desde a largada.

Mesmo tendo partido do lado mais sujo da pista, Verstappen tracionou melhor que o heptacampeão do mundo, emparelhou na reta dos boxes e fez a ultrapassagem na entrada da curva 1, assumindo de vez a liderança da corrida. Charles Leclerc também fez uma ultrapassagem e ganhou, por fora na curva 3, a terceira posição de Valtteri Bottas, que optou por segurar o ritmo ao invés de atacar Hamilton nos primeiros metros da prova.

Max Verstappen pulou para a liderança logo após a largada em Barcelona
Max Verstappen pulou para a liderança logo após a largada em Barcelona
Foto: Circuit de Barcelona-Catalunya / Grande Prêmio

Ainda no começo da corrida, Daniel Ricciardo subiu para o quinto lugar, enquanto Sergio Pérez também ganhou duas posições e saltou de oitavo para sexto. Prejuízo maior tiveram Esteban Ocon e Carlos Sainz, que perderam duas colocações.

Nas voltas seguintes, Verstappen abriu uma ligeira vantagem para Hamilton, de pouco mais de 1s, mas a diferença ruiu depois que a direção de prova acionou o safety-car. Yuki Tsunoda enfrentou uma pane no carro e parou na saída da curva 10.

Neste período, a Alfa Romeo chamou Antonio Giovinazzi para fazer o pit-stop, mas falhou feio na parada do italiano e não percebeu que um dos pneus novos a colocar no carro estava furado, situação que o fez perder muito tempo. Em seguida, Williams e Haas também chamaram seus pilotos para as respectivas trocas de pneus.

A relargada aconteceu na volta 11. Verstappen novamente tracionou melhor e conseguiu se manter na liderança, com Hamilton em segundo e Leclerc logo atrás. Digna de nota foi a ultrapassagem de Lance Stroll em cima de Fernando Alonso para conquistar a décima posição. Logo depois, a direção de prova anunciou a punição imposta a Pierre Gasly, 5s, pelo fato de o francês ter alinhado fora da sua posição correta no grid antes da largada.

Pierre Gasly foi punido em 5s por ficar fora da posição de largada
Pierre Gasly foi punido em 5s por ficar fora da posição de largada
Foto: F1/Reprodução / Grande Prêmio

Max se manteve com pouco mais de 1s de frente para Hamilton em uma luta que se desenhava bastante estratégica entre os dois protagonistas da temporada. Mas a prova em si se mostrava bastante monótona e nada acontecia de muito relevante.

Depois das paradas para troca de pneus dos pilotos do pelotão intermediário, Bottas foi o primeiro dos carros das equipes de ponta a fazer seu pit-stop, mudando dos macios para os pneus médios na volta 24. A estratégia da Mercedes era tentar o undercut, ou seja, ganhar a posição em cima de Leclerc após a parada.

Hamilton mostrou ter melhor ritmo com os pneus macios e se aproximou de Verstappen, reduzindo a vantagem para menos de 1s. A Red Bull, então, chamou o holandês para sua parada na volta 25, mas foi muito lenta, algo raro, e fez a troca em 4s2. Ou seja, Hamilton tinha as cartas na manga para assumir a liderança da corrida.

Só que a Mercedes demorou para chamar Hamilton para seu pit-stop, o que seria lógico naquela situação. A parada só aconteceu na volta 29, quatro de diferença para Verstappen.

Lewis Hamilton travou um grande jogo de xadrez contra Max Verstappen
Lewis Hamilton travou um grande jogo de xadrez contra Max Verstappen
Foto: F1/Twitter / Grande Prêmio

Depois das primeiras paradas, Verstappen reassumiu a liderança com 1s1 de frente para Hamilton e Bottas aparecia em terceiro após conseguir o undercut para cima de Leclerc. Mas a Ferrari avisou via rádio que a ideia era "ir até o fim", ou seja, sem outro pit-stop. Ricciardo era o quinto, sendo muito pressionado pela Red Bull de Pérez na primeira metade da corrida. A grande surpresa era Kimi Räikkönen em oitavo lugar. O finlandês foi o único piloto que largou com pneus médios.

O cenário da corrida no início da segunda metade tinha Verstappen pouco à frente de Hamilton, Bottas 6s8 atrás do heptacampeão, Leclerc em corrida isolada e Ricciardo pressionado por Pérez na luta pelo quinto lugar. Räikkönen, depois de ter feito seu segundo pit-stop e calçar pneus macios na volta 40, caiu para P16, enquanto Carlos Sainz, Esteban Ocon, Norris e Lance Stroll eram os dez primeiros.

Hamilton encostou de vez em Verstappen a partir da volta 40, tentou a ultrapassagem com o auxílio da asa móvel, mas não deu certo. Então, a Mercedes chamou o piloto para sua segunda troca de pneus na volta 43 para tentar o xeque-mate em cima da Red Bull. Os taurinos mantiveram o holandês na pista por mais algumas voltas e deixaram a disputa completamente aberta.

Sergio Pérez faz a ultrapassagem em Daniel Ricciardo na curva 1
Sergio Pérez faz a ultrapassagem em Daniel Ricciardo na curva 1
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

Hamilton gastava o pedal do acelerador e fazia voltas mais rápidas em sequência para encurtar ao máximo a diferença para Verstappen. Só na volta 46, o heptacampeão foi 1s2 mais rápido. Pouco mais atrás, 'Checo' Pérez enfim fazia a ultrapassagem em cima de Ricciardo, por fora, na saída da curva 1.

No pelotão intermediário, Sainz, com pneus macios, fez a ultrapassagem em cima de Norris, que estava com os médios. Ricciardo, também com macios, era o sétimo, logo à frente do espanhol da Ferrari. Ocon aparecia em uma muito boa sexta posição.

Com 53 voltas, Hamilton se aproximou de Bottas, que fez jogo duro, mas acabou por abrir passagem para Lewis fazer a ultrapassagem e ter apenas Verstappen à sua frente. A partir daquele momento, a diferença entre os dois era de pouco mais de 11s.

Ocon não conseguiu sustentar a sexta posição e foi superado por Ricciardo e logo depois por Sainz. O francês caiu para oitavo, ficando logo à frente de Fernando Alonso e de George Russell, que colocava a Williams em décimo. E Bottas descia momentaneamente para o quarto lugar depois de a Mercedes chamá-lo para seu segundo pit-stop.

Hamilton continuava cavando. Com dez voltas para o fim, a diferença entre os dois era de pouco mais de 6s e seguia caindo. Logo atrás, Bottas passou Leclerc depois de fazer a volta mais rápida da corrida e reassumiu o lugar no top-3 sem muita força. Ao mesmo tempo, a Red Bull chamou Pérez para colocar um jogo de pneus macios e ir até o complemento da corrida.

Na abertura da volta 59, a diferença entre Verstappen e Hamilton era só de 1s5 e continuava a despencar para menos de 1s ao longo do giro em razão do acionamento da asa móvel. A aproximação definitiva se deu na volta seguinte: o holandês mudou a trajetória para tentar evitar a ultrapassagem, mas não teve jeito: Hamilton fez a ultrapassagem no fim da reta e tomou de vez a liderança da corrida.

Só depois que a Red Bull chamou Verstappen para seu pit-stop, calçou pneus macios no carro do holandês e o liberou para a pista com o objetivo de marcar o ponto extra com a volta mais rápida da corrida. Mas a vitória, pela terceira vez na temporada, ficou com Lewis Hamilton. Um triunfo baseado na estratégia da Mercedes e no vacilo da Red Bull.

F1 2021, GP da Espanha, Barcelona, Resultado Final:

1 L HAMILTON Mercedes 66 voltas  
2 M VERSTAPPEN Red Bull Honda +15.841  
3 V BOTTAS Mercedes +26.610  
4 C LECLERC Ferrari +54.616  
5 S PÉREZ Red Bull Honda +1:03.671  
6 D RICCIARDO McLaren Mercedes +1:13.768  
7 C SAINZ Ferrari +1:14.670  
8 L NORRIS McLaren Mercedes +1 volta  
9 E OCON Alpine +1 volta  
10 P GASLY AlphaTauri Honda +1 volta  
11 L STROLL Aston Martin Mercedes +1 volta  
12 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari +1 volta  
13 S VETTEL Aston Martin Mercedes +1 volta  
14 G RUSSELL Williams Mercedes +1 volta  
15 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari +1 volta  
16 N LATIFI Williams Mercedes +1 volta  
17 F ALONSO Alpine +1 volta  
18 M SCHUMACHER Haas Ferrari +2 voltas  
19 N MAZEPIN Haas Ferrari +2 voltas  
20 Y TSUNODA AlphaTauri Honda NC
           
VMR M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:18.149  
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade