PUBLICIDADE

Red Bull aponta Mercedes favorita na Arábia Saudita, mas prevê: "Vai ser apertado"

Christian Horner vai para Jedá ciente que as características do mais novo circuito urbano da Fórmula 1 devem favorecer a rival Mercedes

28 nov 2021 04h30
ver comentários
Publicidade
Christian Horner previu uma batalha dura entre Red Bull e Mercedes em Jedá
Christian Horner previu uma batalha dura entre Red Bull e Mercedes em Jedá
Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

HAMILTON E O MOTOR APIMENTADO: A ARMA DA MERCEDES NA ARÁBIA SAUDITA

Ao menos no discurso, a Red Bull vai para a Arábia Saudita na condição de franco-atiradora contra uma favorita Mercedes. Quem afirma é Christian Horner, chefe da equipe dos energéticos, que considera o novo traçado urbano de Jedá, construído para ser o circuito de rua mais rápido do mundo, amplamente favorável à escuderia rival. Mas enquanto Helmut Marko deixou claro que a Red Bull tem como único objetivo vencer no próximo domingo, o dirigente britânico promete uma disputa bastante acirrada no fim de semana no Oriente Médio.

Em entrevista coletiva pouco depois do GP do Catar, em que Max Verstappen foi batido com facilidade por Lewis Hamilton, Horner foi perguntado sobre as perspectivas da equipe taurina em Jedá. "Vai ser apertado. A próxima pista deve favorecer a Mercedes", previu.

Entretanto, o chefe da Red Bull acredita que a corrida final da temporada, em Yas Marina — onde Verstappen triunfou em 2019 — pode trazer uma perspectiva bastante distinta. "Abu Dhabi, com as mudanças que foram feitas lá, quem sabe?".

Christian Horner colocou o favoritismo na Arábia Saudita em cima da Mercedes (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Apesar do momento mais favorável para a Mercedes, Horner vê a Red Bull ainda em condição bastante forte para tentar buscar os dois títulos em jogo nesta temporada.

"Entramos nessas últimas corridas com 8 pontos na liderança do Mundial de Pilotos e reduzimos a diferença nos Construtores para 5 pontos, então tudo ainda está aberto. E é fantástico porque estamos agora no clímax deste Mundial", salientou.

Antes da rodada tripla México-Brasil-Catar, Verstappen tinha 12 pontos de vantagem para Hamilton, enquanto no Mundial de Construtores a Mercedes tinha 23 pontos de frente para a Red Bull. Depois da cansativa sequência de viagens, Horner considerou o período, ainda que melhor para a rival, bastante positivo também para os taurinos. Max tem 8 tentos de vantagem para Hamilton na liderança do Mundial de Pilotos, enquanto a Red Bull está apenas 5 pontos atrás da Mercedes na luta nos Construtores.

"Acho que estivemos ao redor do mundo nos últimos três finais de semana e praticamente terminamos onde começamos com a diferença de pontos", disse.

"Está tudo incrivelmente perto. A Mercedes tem um carro muito veloz no momento. No México, o pêndulo estava em nosso favor. Em Austin, não havia como escolher entre os dois. Estou feliz por ter uma vantagem de 8 pontos na próxima corrida e só temos de fazer o melhor que podemos para aproveitar ao máximo nossas oportunidades", complementou.

Por fim, o chefe da Red Bull comemorou por ver sua previsão, traçada lá no começo do ano, estar muito próximo de ser cumprida. "Disse desde o começo deste campeonato que acho que [a luta] vai até Abu Dhabi, e ainda não mudei minha opinião", concluiu.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade