2 eventos ao vivo

RBR descarta contratação de Alonso e quer "talentos formados em casa"

9 ago 2018
13h40
  • separator
  • comentários

Com a ida de Daniel Ricciardo para a Renault a partir da temporada de 2019, uma vaga foi aberta na Red Bull e agora a equipe precisa decidir quem irá ser o próximo companheiro de Max Verstappen. As opções são várias, mas uma em especial não parece agradar o chefe da equipe, Christian Horner.

"Tenho grande respeito por Fernando (Alonso). Ele é um ótimo piloto, fantástico, mas seria muito difícil de vê-lo (na Red Bull). Ele tende a causar um pouco de caos para onde quer que vá. Não tenho certeza se trazer Fernando seria a coisa mais saudável para a equipe", afirmou em entrevista ao podcast oficial da Fórmula 1.

O dirigente também deixou claro o objetivo é manter a filosofia da equipe e apostar nos talentos formados em casa para ocupar uma vaga na escuderia. "Nossa preferência seria continuar a investir na juventude antes de pegar um piloto que está, obviamente, perto do fim da sua carreira. Temos a sorte de termos vários pilotos sob contrato que são grandes talentos. Acho que vamos sentar e avaliar qual é a situação, ver o que sai".

Horner ainda destacou o quão cobiçada é a vaga, acreditando que não terão poucas ofertas. "Vamos analisar tudo. A preferência será investir em talentos formados em casa, como tem dado muito certo. Vettel, Verstappen, Ricciardo, Sainz, Gasly, todos são produtos que o programa júnior nos entregou".

Em seu discurso, por fim, o chefe da RBR deixou a entender que Sainz e Gasly são os preferidos para substituir Ricciardo. "Ambos são muito rápidos, então acho que isso simplesmente nos dá a oportunidade de respirar. Eles estão sob contrato de qualquer forma até o fim do verão (europeu) ou além. Olharemos para as opções disponíveis e garantiremos que vamos ter a decisão correta para a equipe", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade