0

Raikkonen deixa a Ferrari e retorna para a Sauber; Leclerc será o substituto

11 set 2018
09h02
  • separator
  • comentários

Na manhã desta segunda-feira, uma mudança importante acabou agitando os boxes de F1. Após cinco anos guiando o carro da Ferrari, Kimi Raikkonen não terá o seu contrato renovado com a escuderia italiana, que oficializou Charles Leclerc como substituto do piloto finlandês. O Homem de gelo, por sua vez, anunciou que estará nas duas próximas temporadas defendendo as cores da Sauber, equipe pela qual iniciou a sua carreira em 2001.

Em sua mensagem de despedida, a equipe italiana se mostrou muito grata pelo trabalho prestado pelo piloto finlandês. Vale lembrar que o piloto possui duas passagens pela equipe: a primeira entre 2007 e 2009, quando se sagrou campeão logo no primeiro ano, e a segunda entre 2014 até o final deste ano.

"Durante esses anos, a contribuição de Kimi para a equipe, tanto como piloto tanto por suas qualidades humanas, foi fundamental. Ele desempenhou um papel decisivo no crescimento da equipe e foi, ao mesmo tempo, sempre um grande homem de equipe. Como campeão mundial pela Scuderia Ferrari, ele sempre vai fazer parte da história e da família da equipe. Agradecemos a Kimi por tudo isso e desejamos a ele e sua família um futuro próspero", publicou a Ferrari.

Pouco tempo depois, o piloto utilizou as suas redes sociais para oficializar o seu novo retorno para a Sauber, num contrato de duas temporadas."Adivinhe quem voltou? Os próximos dois anos serão com a Sauber! É uma sensação extremamente boa voltar ao lugar em que tudo começou", escreveu.

O chefe da equipe suíça, Fred Vasseur, comemorou o acerto com o Homem de gelo. "Kimi é um talento indubitável e tem uma experiência imensa na F1 e não só contribuirá com o desenvolvimento do carro, mas também vai acelerar o nosso crescimento e desenvolvimento enquanto equipe", comemorou.

Já a Ferrari não esperou muito e oficializou a esperada contratação do jovem Charles Leclerc para a vaga de Raikkonen. O piloto de 21 anos é o primeiro da Academia de Pilotos da Ferrari a ser promovido ao time principal na categoria. Além disso, será também o segundo mais jovem a guiar pelo time na história, ficando atrás somente do mexicano Ricardo Rodriguez.

"Sonhos se tornam realidade… Estarei guiando pela Ferrari na temporada de 2019 da F1", disse Leclerc. "Serei eternamente grato à Ferrari pela oportunidade que me foi dada", garantiu o jovem piloto nascido em Mónaco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade