PUBLICIDADE

Racing Point confirma Vettel na Aston Martin em 2021

A pedra era contada, mas foi enfim oficializada e, assim, a Racing Point confirma Vettel como companheiro de Stroll no ano que vem

10 set 2020 04h34
| atualizado às 07h39
ver comentários
Publicidade
4 – Sebastian Vettel, 57 poles, a última delas com a Ferrari SF90 no GP do Japão de 2019
4 – Sebastian Vettel, 57 poles, a última delas com a Ferrari SF90 no GP do Japão de 2019
Foto: AFP / Grande Prêmio

O caminho parecia desenhado meses atrás, quando a Racing Point apresentou uma 'Mercedes rosa' que fixava a equipe um nível adiante do pelotão intermediário dos últimos tempos e, logo em seguida, fechou o acordo para se tornar equipe de fábrica da Aston Martin em 2021. Mais ainda a partir do momento em que as portas da Ferrari, McLaren e Renault se fecharam na frente de uma das figuras de maior sucesso da história da Fórmula 1. Depois de muita fumaça, o fogo: a Racing Point finalmente confirma que Sebastian Vettel será piloto da Aston Martin na temporada 2021.

A Racing Point não diz claramente a duração do contrato. Sabe-se, entretanto, que tem pelo menos dois anos de duração. Ou seja, Vettel fica no grid pelo menos até 2022 e vai conhecer a nova geração de carros da F1, que promete chacoalhar a divisão de forças.

"É um prazer anunciar uma notícia importante sobre meu futuro", disse Vettel ao ser anunciado. "Fico extremamente orgulhoso de dizer que sou um piloto da Aston Martin em 2021. É uma nova aventura para mim como uma marca realmente lendária. Eu fiquei impressionado com os resultados da equipe esse ano e acredito que o futuro é ainda mais brilhante. A energia e o comprometimento com Lawrence [Stroll] com esse esporte é algo inspirador e acredito que podemos criar algo muito especial juntos. Eu ainda tenho muito amor pela Fórmula 1 e minha única motivação é correr na parte de cima do grid. Fazer isso com a Aston Martin é um privilégio enorme", seguiu.

Sebastian Vettel vai para a Racing Point, futura Aston Martin
Sebastian Vettel vai para a Racing Point, futura Aston Martin
Foto: AFP / Grande Prêmio

"Todo mundo em Silverstone está extremamente empolgado como essa notícia", seguiu o chefe Otmar Szafnauer, fazendo referência à sede da equipe. "O Sebastian é um campeão que traz a mentalidade de vencedor, algo que combina com nossas ambições e com o futuro da Aston Martin F1 Team. Seja no sábado ou no domingo, o Sebastian é um dos melhores no mundo. Não consigo pensar em um piloto melhor para começar essa nova hora. Ele vai cumprir um papel significativo para levar essa equipe ao próximo nível", destacou.

A antiga Force India, atual Racing Point e futura equipe que leva o nome da famosa fábrica inglesa tentou dançar em torno da notícia e afastar os boatos da contratação. Disse em mais de uma oportunidade que não aconteceria. O chefe Otmar Szafnauer chegou a abandonar uma entrevista na manhã do dia em que Sergio Pérez anunciou que deixaria a equipe no fim da temporada. Segundo Szafnauer, Vettel nunca esteve no projeto.

Tantas voltas em torno do óbvio não mudou o curso da história. Vettel, um tetracampeão mundial ainda aos 33 anos de idade, ficou disponível desde que, antes do começo da temporada, a Ferrari anunciou que não renovaria seu contrato. Em seguida, fechou com Carlos Sainz para ser companheiro de Charles Leclerc. Os ingleses foram de Daniel Ricciardo, desfalcando a Renault, que buscou Fernando Alonso. As portas abriram e fecharam com Vettel ainda preso do lado de fora do grid. Entre as equipes com melhores condições, restava apenas a Aston Martin.

Sebastian Vettel ganhou até uma Aston Martin com uma placa especial
Sebastian Vettel ganhou até uma Aston Martin com uma placa especial
Foto: Divulgação/Racing Point / Grande Prêmio

Além dos quatro títulos, Vettel se aproxima da marca das 250 largadas e conta com 53 vitórias, 120 pódios e 57 pole-positions na Fórmula 1. É o terceiro maior campeão da história, empatado com Alain Prost, e o terceiro maior vencedor de corridas de todos os tempos, atrás somente de Michael Schumacher e Lewis Hamilton.

Já a Racing Point, que tem ligeiramente menos experiência de F1 que Vettel, segue para um novo horizonte com o alemão ao lado de Lance Stroll que, claro, é filho de Lawrence Stroll, homem do dinheiro na equipe.

Pérez esteve na equipe desde 2014 e foi quem disparou o processo judicial que terminou na venda do time por parte de Vijay Mallya para as mãos de Stroll.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade