0

Na espera sobre futuro na Fórmula 1, Pérez sonha com ida para Red Bull: "Iria sem dúvida"

Depois de ter conquistado seu melhor resultado na temporada, o piloto mexicano da Racing Point deixou claro que precisa de "um projeto que me motive a treinar e me levantar pelas manhãs, um projeto que tenha futuro"

29 set 2020
05h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Sergio Pérez está de saída da Racing Point
Sergio Pérez está de saída da Racing Point
Foto: Racing Point / Grande Prêmio

Ao longo de uma temporada marcada por tantas expectativas frustradas, contratempos e até a infecção pelo novo coronavírus — que o levou a perder as duas corridas realizadas em Silverstone neste ano —, Sergio Pérez teve algum motivo para sorrir. No último domingo (27), o mexicano de 30 anos alcançou seu melhor resultado no campeonato e cruzou a linha de chegada do GP da Rússia na quarta colocação. O resultado serve como um alento para quem perdeu vaga na Racing Point/Aston Martin para Sebastian Vettel na próxima temporada. 'Checo', agora, passa a ser uma das chaves do mercado de pilotos enquanto define seu futuro para 2021.

No último fim de semana em Sóchi, o nome de Pérez voltou a ser ligado à Red Bull. E os rumores ganharam força depois de mais uma jornada ruim de Alexander Albon. Duas semanas após ter conquistado seu primeiro pódio na Fórmula 1, em Mugello, o anglo-tailandês teve uma performance opaca e finalizou apenas em décimo, enquanto seu companheiro de equipe, Max Verstappen, foi o segundo, só atrás de Valtteri Bottas e à frente de Lewis Hamilton.

Pouco depois da corrida na Rússia, Pérez, quando questionado pela emissora espanhola de TV Movistar F1, deixou claro que não vai ficar no grid do Mundial para fazer número.

Pérez avisou que está tranquilo para definir seu futuro na Fórmula 1 (Foto: Racing Point)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Estou há tantos anos competindo contra os melhores pilotos e com as melhores equipes do mundo que é difícil pensar em outro lado e já não competir contra eles. Há conversas, mas não tenho um contrato. Preciso de um projeto que me motive a treinar, a me levantar pelas manhãs, a viajar por todo o mundo. Um projeto que tenha futuro", explicou o competidor nascido em Guadalajara.

"Não tenho nada assinado ainda, mas há alguma evolução. Vamos ver como as coisas vão seguir. Nem eu, nem as equipes têm pressa. Então, vamos esperar um pouco", disse.

Também no domingo após a bandeirada em Sóchi, Christian Horner, chefe da Red Bull, reiterou o que vem dizendo há algumas semanas sobre a intenção de manter Albon, mas não descartou buscar uma outra alternativa para compor a dupla de pilotos ao lado de Verstappen.

"Nossa intenção é manter nossos pilotos atuais, e Alex é nossa opção preferida. Inevitavelmente, você deve estar consciente das outras opções existentes, mas nossa preferência absoluta é manter nossa dupla atual de pilotos", comentou.

No entanto, ao ser perguntado se iria para a Red Bull, 'Checo' não titubeou. "Sem dúvida. É uma equipe que definitivamente vai lutar por títulos nos próximos anos", concluiu o dono de oito pódios e 184 GPs disputados ao longo de dez temporadas na Fórmula 1.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade