PUBLICIDADE

Mercedes vê chance de título "nas mãos" e destaca objetivo: "Vencer as duas corridas"

Chefe da Mercedes, Toto Wolff destacou mudança de direção do campeonato após GP do México, vencido por Max Verstappen, e disse esperar vitórias da Mercedes em Arábia Saudita e Abu Dhabi

3 dez 2021 19h57
| atualizado em 4/12/2021 às 10h48
ver comentários
Publicidade
Toto Wolff destacou momento negativo vivido pela Mercedes no GP do México e mudança nos rumos do campeonato
Toto Wolff destacou momento negativo vivido pela Mercedes no GP do México e mudança nos rumos do campeonato
Foto: LAT Images/Mercedes / Grande Prêmio

F1 NA ARÁBIA: HAMILTON DOMINA, LECLERC BATE FORTE | Briefing

A Mercedes começou bem no primeiro dia de atividades do GP da Arábia Saudita, e liderou os dois treinos livres desta sexta-feira (03) — ainda que tenha apresentado rendimento próximo ao da Red Bull. Em um campeonato imprevisível, em que tudo pode acontecer, o chefe da escuderia alemã, Toto Wolff, reconheceu que a vitória de Max Verstappen na Cidade do México abalou a confiança do time, que possui em Jedá a oportunidade de alcançar o holandês na liderança do Mundial de Pilotos.

"Nunca desistimos, mas depois do México as perspectivas eram sombrias do ponto de vista da probabilidade", admitiu. "É muito melhor aqui, temos a chance do título em nossas mãos e isso é super empolgante. E divertido, também, obviamente com todas as pressões que vêm com isso", destacou.

Wolff reconhece, no entanto, que a virada no campeonato não será fácil. A Red Bull apresentou um carro no mesmo nível da Mercedes em 2021, e em muitos momentos da temporada, superior. Para se ter uma ideia, Verstappen completou todas as corridas que conseguiu terminar em primeiro ou segundo lugar, exceto na Hungria — quando foi abalroado por Valtteri Bottas logo na primeira curva e teve "danos irreparáveis" no motor, que estava sendo usado pela primeira vez.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

" data-image-caption="

Toto Wolff vê briga entre Mercedes e Red Bull afunilar cada vez mais (Foto: Steve Etherington/Mercedes)

" data-medium-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-300x200.jpg" data-large-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-1024x683.jpg" loading="lazy" width="1024" height="683" src="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-1024x683.jpg" alt="TOTO WOLFF; GUERRA; MERCEDES;" class="wp-image-526147" srcset="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-1024x683.jpg 1024w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-300x200.jpg 300w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-768x512.jpg 768w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-1536x1025.jpg 1536w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904-150x100.jpg 150w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2021/11/M252904.jpg 1619w" sizes="(max-width: 1024px) 100vw, 1024px">

Toto Wolff vê briga entre Mercedes e Red Bull afunilar cada vez mais (Foto: Steve Etherington/Mercedes)

"É muito simples, precisamos vencer as duas corridas", salientou. "Este é o resumo simplificado. Estamos oito pontos atrás e só precisamos trazer a cada final de semana, como fizemos no Brasil e no Catar, nossa melhor forma. Só se fizermos isso, teremos chance de ganhar o campeonato. Portanto, no papel, as chances estão contra nós", afirmou.

"Mas, em resumo, nunca imaginamos que estaríamos sequer jogando pelo campeonato nessa fase da temporada", admitiu. "Tivemos dois finais de semana de corrida fantásticos e só precisamos de mais para lutar por este campeonato", disse.

O chefe de equipe da Mercedes aproveitou para destacar a possibilidade de os resultados dos treinos livres não refletirem a real velocidade dos carros na corrida de domingo, já que não é possível medir o nível de intensidade de todos os pilotos. Wolff ainda relembrou as vezes em que Red Bull ou Mercedes conseguiram encontrar soluções que aumentaram suas velocidades de um dia para o outro.

"É muito difícil dizer nessa fase, porque sexta-feira pode muitas vezes ser bastante enganador", destacou. "Você não sabe quais modos de motor as pessoas estão executando e sempre vimos grandes passos de nossos concorrentes e de nós mesmos de sexta para sábado", reconheceu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton liderou as duas sessões de treino livre desta sexta-feira, na Arábia Saudita (Foto: Mercedes)

Por fim, o austríaco disse estar em um meio-termo: nem dando 'pulinhos' de alegria, nem irritado com o rendimento. "Então, eu não gostaria nem de pular de exuberância de como foi bom, nem ficar muito preocupado", pesou. "É realmente apenas trabalhar duro e chegar com um carro amanhã que seja tão bom quanto pode ser", encerrou o chefe da Mercedes.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Jedá neste sábado. O treino livre 3 acontece às 11h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação está marcada para 14h, sempre com transmissão ao vivo da emissora por assinatura BandSports e do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades de pista do GP da Arábia Saudita de Fórmula 1. Siga tudo aqui.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade