PUBLICIDADE

Mercedes ressalta temporada "muito mais difícil", mas avisa: "Não temos nada a provar"

Chefe da Mercedes, Toto Wolff reiterou o apreço sobre a batalha pelo título contra a Red Bull em 2021 e reforçou que a ambição por vitórias segue presente: "Odiamos perder"

18 out 2021 10h51
ver comentários
Publicidade
Toto Wolff foi enfático sobre as pretensões da Mercedes em 2021
Toto Wolff foi enfático sobre as pretensões da Mercedes em 2021
Foto: Jiri Krenek/Mercedes / Grande Prêmio

A Mercedes reina na Fórmula 1 desde 2014, quando o Mundial abriu a era dos motores híbridos. Desde então, a escuderia anglo-alemã conquistou 14 títulos, sendo sete dos Construtores e outros sete (seis com Lewis Hamilton e um com Nico Rosberg) do Mundial de Pilotos. Em 2021, no entanto, o time sediado em Brackley enfrenta um grande desafio ao lutar contra a Red Bull e Max Verstappen pelas duas taças em jogo na Fórmula 1. Nada que assuste Toto Wolff.

Em entrevista concedida à emissora britânica Sky Sports, o dirigente austríaco deixou claro que a batalha que trava desde o começo da temporada com os taurinos é algo que lhe agrada, muito mais que os anos em que a Mercedes praticamente não teve rivais na Fórmula 1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Toto Wolff reiterou o apreço pela disputa contra a Red Bull em 2021
Toto Wolff reiterou o apreço pela disputa contra a Red Bull em 2021
Foto: LAT Images/Mercedes / Grande Prêmio

"Já se passaram sete anos que estabelecemos uma referência. Está muito mais difícil neste ano e sabemos o porquê", disse.

"Da mesma forma, apreciamos a batalha. Estou muito ansioso para as próximas corridas. Não parece nada difícil ou doloroso. As coisas vão acontecer como precisam acontecer, mas é divertido", salientou o chefe da Mercedes.

Quando questionado sobre como apreciar a disputa de uma temporada mesmo diante de tamanha pressão, algo nunca enfrentado pela Mercedes desde 2014, Wolff foi taxativo e reforçou que, mesmo depois de tanto sucesso ao longo dos últimos anos, não há espaço para comodismo. "É a Fórmula 1, é esporte, não estamos falando de política. Não temos nada a provar depois de sete anos".

"Estabelecemos nossos recordes e queremos ampliá-los porque somos ambiciosos e odiamos perder. Mas podemos também gostar disso, afinal temos o melhor emprego do mundo", complementou.

A próxima etapa da temporada 2021 da Fórmula 1 acontece neste fim de semana com a disputa do GP dos Estados Unidos, no Circuito das Américas. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

HAMILTON OU VERSTAPPEN: QUEM FAZ MELHOR TEMPORADA NA F1 2021? | GP às 10

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade