PUBLICIDADE

Leclerc repete ponta e lidera 1-2 da Ferrari no TL2 do GP de Mônaco de Fórmula 1

Quem chega com a vantagem para o sábado da classificação do GP de Mônaco? No que depender dos tempos desta sexta-feira (27), Charles Leclerc

27 mai 2022 13h02
| atualizado às 14h20
ver comentários
Publicidade
Charles Leclerc terminou como o mais veloz da sexta-feira em Monte Carlo
Charles Leclerc terminou como o mais veloz da sexta-feira em Monte Carlo
Foto: Ferrari / Grande Prêmio

HAMILTON E RUSSELL PODEM PENSAR EM TÍTULO COM MERCEDES VIVA DA SILVA? | TT GP #54

O primeiro dia do fim de semana da Fórmula 1 no GP de Mônaco, a partir de 2022 uma sexta-feira, terminou sem a chuva temida para o dia (27) e para o restante das atividades. Na briga de Ferrari e Red Bull pelas primeiras colocações, foram os vermelhos da Ferrari que levaram a vantagem. Charles Leclerc ficou com a ponta da tabela e vai para o sábado como o mais veloz.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

McLaren põe nome de Senna no carro e anuncia homenagem permanente na F1

Enquanto houve a busca por voltas rápidas com pneus macios, numa janela de mais ou menos 15 minutos no começo da segunda metade do TL2, a Ferrari se estabeleceu como favorita em condições de classificação. Leclerc fez um forte 1min12s656 e Carlos Sainz demorou muitas tentativas para se aproximar. No fim, ficou somente 0s044 atrás.

Sergio Pérez voltou a ser melhor que Max Verstappen, mas o mexicano foi 0s379 mais lento que o piloto da casa. Verstappen ficou defasado por quase 0s5 de uma demonstração de poder da Ferrari.

Atrás do quarteto da briga pelos títulos Lando Norris foi quinto colocado e abriu uma sequência que contou com George Russell, Pierre Gasly, Fernando Alonso, Sebastian Vettel e Yuki Tsunoda. Lewis Hamilton foi somente o 12º.

E se o TL1 não teve uma batida para chamar de sua, o mesmo não aconteceu no segundo treino do dia. Daniel Ricciardo, que andara bem pela manhã, perdeu o controle do MCL36 #3 na chegada do setor da Piscina. Foi direto no muro, uma pancada que destruiu a frente da McLaren e acabou com a atividade do australiano antes mesmo da conclusão de uma volta rápida.

A Fórmula 1 continua com o GP de Mônaco a partir das 8h [de Brasília] do sábado, horário para o qual está marcado o terceiro e último treino livre. Mais tarde, às 11h, começa a classificação. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Charles Leclerc é favorito para a pole? (Foto: Ferrari)

Paddockast #149: O esquenta das 500 Milhas de Indianápolis 2022

Confira como foi o TL2:

Chuva? Ainda nada. O horário do segundo treino livre para o GP de Mônaco começou com Monte Carlo vivendo temperatura ambiente de 30°C e o asfalto ainda batendo em 50°C. Muito calor para o recomeço das atividades. No TL1, Charles Leclerc liderou, mas com pouquíssima frente para o companheiro Carlos Sainz e as duas Red Bull. Os quatro estiveram separados por menos de 0s2.

Mais de meio grid alinhou na fila para a abertura do pit-lane e saiu imediatamente. Entre estes, Max Verstappen e Charles Leclerc queriam quilometragem. A primeira volta rápida, porém, foi de quem saiu na frente: Alexander Albon.

Desta feita, diferente do que aconteceu no TL1, a Red Bull saiu de pneus médios e a Ferrari optou pelos duros. Mas Sergio Pérez foi melhor que Verstappen na primeira tentativa, ao anotar 1min16s176.

Após os problemas de mais cedo, Valtteri Bottas e Mick Schumacher tomavam a pista para o TL2. A Haas confirmara a decisão de trocar câmbio e MGU-K do carro do alemão para aplacar o defeito da manhã. Enquanto isso, Sebastian Vettel passava pela zebra com firmeza, via o carro saltar e quase parar no muro.

Leclerc andou bem e entrou na casa de 1min15s com os pneus de faixa branca, mas Pérez voava de médios. O piloto mexicano fez 1min14s001, giro impressionante, e engolia a competição. Verstappen também ia forte, mas nem tanto quanto o companheiro e continuava cerca de 0s2 atrás.

Até que Daniel Ricciardo foi para a pista. O australiano, que tem ótimo histórico em Mônaco e andara bem no TL1, foi o último a sair para a pista e, assim que acelerou um pouco, perdeu o controle. Com pouco menos de 15 minutos de treino, bateu firme na área da Piscina e destruiu a asa dianteira do MCL36. Fim de treino para ele e bandeira vermelha que durou nove minutos.

O diálogo entre piloto e equipe no rádio foi interessante, porque o engenheiro da McLaren perguntou não como estava Daniel, mas se o carro estava bem. "Eu estou bem, o carro, não", respondeu. Talvez o engenheiro tenha apenas pensado uma coisa e dito outra, uma vez que a pergunta não fazia muito sentido para um carro acidentado.

A Alfa Romeo resolveu aproveitar bem a bandeira verde e se lançou à pista de mala e cuia com os dois carros - Guanyu Zhou passara bastante tempo na garagem com o time mexendo em ajustes de setup. Já Nicholas Latifi avisava a Williams que "ainda há destroços na linha de frenagem", referindo-se à sujeira deixada na pista pelo acidente de Ricciardo.

A Alpine, que quase não aparecera no dia até aquele momento, via um sinal de vida com Fernando Alonso, já de pneus macios, rodando em 1min13s324 e em segundo lugar. Mas a Ferrari também colocara os pneus macios, assim como a Red Bull, e responderia. Leclerc cravou 1min13s125 e passou à liderança, mas logo melhoraria mais: 1min12s696.

Pérez sequer se aproximou mais que 0s379, mas era o segundo. Sainz e Verstappen seguiam na casa de 0s4 atrás e Lando Norris punha a McLaren em quinto. A Mercedes continuava a quicar bastante, como foi no TL1, mas ainda tinha George Russell em sexto. Pierre Gasly, Alonso, Vettel e Yuki Tsunoda finalizavam o top-10 com pouco mais de 25 minutos pela frente.

Yuki Tsunoda estava bastante incomodado com o trânsito na pista (Foto: AlphaTauri)

E Lewis Hamilton? O heptacampeão deu uma travada poderosa no contorno da Mirabeau e matou a volta rápida que fazia. Enquanto isso, um frustrado Tsunoda reclamava do enorme tráfego - que na verdade era o Haas de Kevin Magnussen. Bem-vindo ao Principado, jovem!

Norris era o próximo a ter problemas. No rádio, o inglês avisou para a McLaren que triscara o muro da curva um. A ordem da equipe, que já perdera um de seus pilotos para batidas no treino, era ir aos boxes ver o que havia de danos.

Ninguém chegava até o tempo de Leclerc, mas Sainz renovou a força da Ferrari e superou Pérez: pulou para a segunda colocação com menos de 20 minutos pela frente. Os vermelhos se mostravam, agora, sim, favoritos em ritmo de classificação. Norris seguia com algumas dificuldades com os limites da pista e causava bandeira amarela rápida ao escapar na Saint-Dévote, mas sem contato com muro algum.

Depois disso, os pneus de faixa vermelha foram sumindo. Apenas a Ferrari seguiu com eles, mas já não andava no ritmo de classificação. Sainz se aproximou um pouco mais de Leclerc no que foi a última volta realmente rápida e ficou no mesmo décimo, mas não houve como bater o piloto da casa. Mais uma vez, Leclerc termina na liderança e Sainz vem a reboque. Pérez e Verstappen, nesta ordem, são terceiro e quarto.

É justo dizer, assim, que a Ferrari chega ao sábado como grande favorita à pole na pista onde a pole mais aproxima o dono do sábado da vitória do domingo.

F1 2022, GP de Mônaco, Monte Carlo, TL2:

1 C LECLERC Ferrari 1:12.656   30
2 C SAINZ Ferrari 1:12.700 +0.044 32
3 S PÉREZ Red Bull 1:13.035 +0.379 31
4 M VERSTAPPEN Red Bull 1:13.103 +0.447 33
5 L NORRIS McLaren Mercedes 1:13.294 +0.638 24
6 G RUSSELL Mercedes 1:13.406 +0.750 31
7 P GASLY AlphaTauri Honda 1:13.636 +0.980 32
8 F ALONSO Alpine 1:13.912 +1.256 31
9 S VETTEL Aston Martin Mercedes 1:14.059 +1.403 32
10 Y TSUNODA AlphaTauri Honda 1:14.134 +1.478 27
11 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:14.239 +1.583 32
11 V BOTTAS Alfa Romeo Ferrari 1:14.267 +1.611 29
12 L HAMILTON Mercedes 1:14.468 +1.812 28
14 A ALBON Williams Mercedes 1:14.486 +1.830 33
15 G ZHOU Alfa Romeo Ferrari 1:14.525 +1.869 23
16 L STROLL Aston Martin Mercedes 1:14.623 +1.967 29
17 M SCHUMACHER Haas Ferrari 1:14.894 +2.238 33
18 E OCON Alpine 1:15.216 +2.560 34
19 N LATIFI Williams Mercedes 1:16.276 +3.620 33
20 D RICCIARDO McLaren Mercedes   2

POR QUE A FÓRMULA 1 2022 COMEÇA AGORA PARA A MERCEDES?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade