PUBLICIDADE

Hamilton procura especialista para pescoço após acidente

Após forte acidente com Max Verstappen no GP da Itália, Lewis Hamilton revelou que irá procurar um médico especialista por ainda sentir dores no pescoço. O heptacampeão quer estar 100% para o GP da Rússia, na próxima semana

15 set 2021 04h17
| atualizado às 07h41
ver comentários
Publicidade
Não fosse a presença do halo, Lewis Hamilton poderia ter sido vítima de um acidente muito mais forte na colisão com Max Verstappen na curva 1 do circuito de Monza. Após a corrida, o heptacampeão afirmou que estava bem, apenas com uma dor de cabeça. Só que, ainda sentindo dores no pescoço por conta da batida e com o GP da Rússia no dia 26, ele afirma que irá recorrer a um médico especialista.
Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram de novo e abandonaram o GP da Itália
Lewis Hamilton e Max Verstappen bateram de novo e abandonaram o GP da Itália
Foto: Beto Issa / Grande Prêmio

"Acho que vou viajar nos próximos dias, mas provavelmente vou precisar ir a um especialista para ter certeza de que estou bem para a próxima corrida, está ficando cada vez mais difícil. Mas vou sobreviver", disse Hamilton, em entrevista ao site F1i.com.

Max Verstappen passou ao lado de Lewis Hamilton após incidente em Monza
Max Verstappen passou ao lado de Lewis Hamilton após incidente em Monza
Foto: Beto Issa / Grande Prêmio
 

Nesta terça-feira (14), a Fórmula 1 divulgou novas imagens de uma câmera 360º, que trazem uma maior clareza sobre o ocorrido entre os pilotos. Verstappen estava ligeiramente atrás de Hamilton quando aconteceu o toque. Com a passagem do carro da Red Bull pelas zebras salsichas, o holandês foi catapultado e passou por cima da Mercedes de Hamilton e só parou mais à frente, com o bólido encavalado ao do rival.

"Olhando para as imagens, aconteceu tudo muito rápido e, no carro, tudo que eu conseguia pensar era sair dali e em quantas posições eu perderia. Eu ainda estava sentindo muita adrenalina. Mas, infelizmente, tivemos de abandonar", acrescentou.

O choque forçou o abandono dos dois postulantes ao título no GP da Itália. Max foi punido com a perda de 3 posições no grid de largada do GP da Rússia e o heptacampeão aplaudiu a decisão dos comissários.

"No fim das contas, tenho orgulho dos comissários. Acho que preciso de um tempo para refletir sobre isso, mas acho que, definitivamente, isso abre um precedente. É um precedente importante avançar em termos de segurança dos pilotos o fato de haver regras rígidas estabelecidas", declarou o piloto em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport.

Não foi a primeira vez que os rivais se encontraram na pista nesta temporada. No GP da Inglaterra, os dois colidiram na curva Copse e Verstappen levou a pior, parando na barreira de pneus e abandonando a corrida. Hamilton conseguiu se recuperar e vencer a corrida em Silverstone.

Verstappen, da Red Bull, lidera o campeonato com 5 pontos de vantagem para o heptacampeão mundial depois de 14 etapas disputadas em 2021. O próximo encontro oficial dos pilotos acontece em cerca de duas semanas, quando a Fórmula 1 desembarcar em Sóchi para o GP da Rússia dos dias 24-26 de setembro.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade