PUBLICIDADE

Hamilton parabeniza Ocon e vê confronto "bem no limite" com Alonso na Hungria

Após a corrida do último domingo, em Hungaroring, Lewis Hamilton encheu Esteban Ocon de elogios e também exaltou o duelo de pista com Fernando Alonso

2 ago 2021 06h23
ver comentários
Publicidade
Lewis Hamilton chegou a andar em último, mas recuperou-se e ficou em terceiro
Lewis Hamilton chegou a andar em último, mas recuperou-se e ficou em terceiro
Foto: AFP / Grande Prêmio

Lewis Hamilton parecia ter dado enorme sorte ao passar ileso pelo grande acidente da largada do GP da Hungria, mas depois ficou uma volta a mais com pneus intermediários que todos os outros pilotos, o que causou a queda para o último lugar. Mesmo assim, Hamilton tinha condições de vencer até encontrar Fernando Alonso. O resultado: vitória de Esteban Ocon.

Hamilton ficou preso atrás de Alonso durante voltas, enquanto o bicampeão usava de todos os artifícios possíveis para segurar o hepta. Em dado momento, Lewis reclamou no rádio, mas depois da corrida só disse que o duelo foi ao limite uma única vez. No saldo geral, preferiu parabenizar um comprovado Ocon e exaltar a briga com Alonso. No fim, Hamilton recebeu a bandeirada mesmo na terceira colocação.

"Meus parabéns a Esteban, que resultado incrível para ele e a equipe. Fernando foi o inferno na Terra! Foi um confronto incrível, bem no limite ao menos uma vez, mas ótimo. Dia muito difícil, tive muito trabalho saindo lá de trás. É muito complicado perseguir alguém muito perto na Hungria, mas dei tudo até a última volta. Esperava conseguir pegar os caras. Talvez com mais algumas voltas pudesse ter um duelo, mas também fiquei feliz que não tinha mais volta, porque coisas assim são totalmente necessárias", afirmou.

Lewis Hamilton e e Fernando Alonso em duelo de titãs na F1
Lewis Hamilton e e Fernando Alonso em duelo de titãs na F1
Foto: F1/Twitter / Grande Prêmio

Paddockast 114 | Às vésperas das férias, mercado de pilotos para F1 2022 ferve: quem fica e quem sai

"A jornada de Esteban mostra a todos o seu potencial. Está correndo contra um bicampeão mundial. Fernando não é um piloto fácil de superar, então isso diz muito. Fiquei exausto, uma das experiências mais estranhas que já tive no pódio", falou.

"Foi uma corrida realmente fantástica. Gostaria que os carros pudessem se aproximar mais, estou animado para esse elemento nos carros do ano que vem. Espero que isso erradique muito do ar ruim que pegamos, mas, sim, é um circuito muito difícil de ultrapassar no geral, sobretudo no último setor. Mas permite ótimas brigas de roda com roda - e foi literalmente roda com roda [com Alonso] uma vez. Não tenho muito mais o que falar. É provavelmente um dos pilotos mais complicados [de passar], mas justo. Só diria que hoje foi um pouco no limite", declarou.

Na defesa do companheiro, Ocon emendou que era o único jeito de manter Lewis atrás, e ele respondeu. "Sim, entendo totalmente e faria o mesmo pelo meu time".

O Mundial de F1 agora entre em recesso de verão do hemisfério norte e retorna no último fim de semana do mês, na Bélgica.

LOUCURA NA F1! OCON VENCE E ALONSO QUASE PARA HAMILTON! TUDO SOBRE O GP DA HUNGRIA | Briefing

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade