PUBLICIDADE

Hamilton critica insinuação da Red Bull sobre trapaça: "Pior afirmação que pode ser feita"

Lewis Hamilton reafirmou a lisura da Mercedes depois de ver sugestões da Red Bull sobre uma eventual trapaça nas últimas provas da F1

2 dez 2021 10h00
ver comentários
Publicidade
Lewis Hamilton criticou as insinuações do chefe da Red Bull
Lewis Hamilton criticou as insinuações do chefe da Red Bull
Foto: Andrej Isakovic/AFP / Grande Prêmio

VERSTAPPEN TEM MATCH-POINT CONTRA HAMILTON + LEGADO DE FRANK WILLIAMS NA F1 | Paddock GP 270

O fim de semana do GP da Arábia Saudita representa também o primeiro match-point da temporada 2021 e pode coroar Max Verstappen campeão mundial de Fórmula 1 em meio à batalha entre Red Bull e Mercedes. Além dos embates na pista, as duas equipes travam uma incessante guerra nos bastidores, com farpas e até acusações dos dois lados. Em Losail, no Catar, há duas semanas, Christian Horner afirmou ter dúvidas sobre o carro da Mercedes depois do ganho de velocidade final nas últimas provas. Lewis Hamilton rejeitou qualquer tipo de trapaça e afirmou que qualquer sugestão do tipo é inaceitável.

"Há respeito, mas o que é importante [dizer]: vi alguém dizer algo sobre trapaça, e essa é a pior afirmação que pode ser feita", afirmou o heptacampeão mundial em entrevista ao jornal londrino The Sun.

"Liguei para James Allison [chefe do departamento técnico] e Mike Elliott [diretor-técnico da Mercedes] e disse que realmente gostaria de saber sobre essas coisas. E eles me mostraram detalhes de onde nós estamos. Fizemos todos esses testes e é isso, mas não gosto quando as pessoas divulgam isso", salientou.

Lewis Hamilton reiterou a lisura da Mercedes quanto ao W12 (Foto: AFP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Isso não é uma tentativa de diminuir, é simplesmente a coisa errada a fazer", complementou Lewis.

Hamilton também foi questionado sobre a guerra de egos estabelecida principalmente por Toto Wolff e Christian Horner. No Catar, por exemplo, o chefe da Mercedes afirmou que a luta com a Red Bull já foi "boxe olímpico, migrou para boxe profissional e agora é MMA".

"Todo adora colocar essas coisas. Acho que ele está provocando os outros ao nosso redor e é interessante o pequeno duelo que ele está tendo com Christian. Todos nós temos egos, e é isso o que controla as nossas emoções. E os egos a lutar uns contra os outros são uma defesa", opinou.

Hamilton tratou de explicar que a Mercedes não explorou nenhuma brecha no regulamento e entende que a Red Bull assim o fez, sobretudo quanto à asa traseira na primeira parte da temporada. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo), depois de queixas da Mercedes, reforçou a rigidez nos testes de flexão.

"Não acho que exploramos qualquer brecha. Eles fizeram isso no começo do ano com a asa e depois mudaram essa regra, que agora é muito mais rígida", lembrou.

Por fim, o atual vice-líder no Mundial de Pilotos reforçou que a versão final do W12 é limpa e rejeitou novamente qualquer infração às regras da Fórmula 1. "Nosso carro é consistente, mas não anda bem em todos os lugares. O motor definitivamente tem seus defeitos, mas tenho um motor novo. É simplesmente novo, fez só uma corrida", justificou.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade