0

Fórmula 1 abandonará pneus de alto desgaste a partir de 2021

19 jul 2019
13h38
  • separator
  • 0
  • comentários

O que surgiu como uma ideia para trazer mais emoção para as corridas, hoje é visto com maus olhos e será descartado a partir de 2021. A alta cúpula da Fórmula 1 decidiu que os novos pneus utilizados nas provas daqui a dois anos deixarão de ter o alto desgaste que têm hoje em dia. Desde 2011, a categoria aderiu, em conjunto com a fornecedora Pirelli, o conceito que buscava tornar mais complexa a estratégia de pilotos e equipes.

"Queremos ter pneus que permitam que os pilotos lutem entre si sem os pneus se degradarem ou apenas dando um curto intervalo para o piloto atacar. Os pneus atuais são um produto do que foi pedido (à Pirelli), e acho que precisamos pedir a eles que façam coisas diferentes ao que lhes foi pedido no passado", afirmou o diretor da FIA, Nikolas Tombazis.

Pat Symons, chefe técnico da Fórmula 1, comentou que os pilotos não estão conseguindo permanecer por muito tempo próximos dos oponentes, tanto por conta do aumento exagerado da temperatura da borracha, quanto pelo desgaste excessivo em si, perdendo a pressão aerodinâmica e deslizando ainda mais quando colados.

"No passado, talvez tenhamos perguntado as coisas erradas. É um problema muito complexo, mas é algo sobre o qual ainda não temos uma ideia clara. Acreditamos que os pit stops são importantes na F1 e que nossos fãs aproveitam esses pit stops de dois/três segundos, então queremos ter um nível de pit stops", alegou o Symons.

"Talvez uma coisa fácil de fazer fosse ter um pneu de Le Mans que ficasse e ficasse, mas depois perderíamos os pit stops. Passei muito tempo conversando com algumas das equipes que vão nos ajudar nessa tarefa por meio de simulação, mas é difícil", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade