3 eventos ao vivo

Ferrari vê acerto em estratégia e rebate Vettel: "Teria sido 12° de qualquer jeito"

Mattia Binotto, chefe ferrarista, discordou da análise feita por Sebastian Vettel sobre seu desempenho no GP dos 70 Anos. E disse que o piloto não iria muito além no grid mesmo com outra ideia de corrida

9 ago 2020
14h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Mattia Binotto
Mattia Binotto
Foto: Ferrari / Grande Prêmio

Ao final do GP dos 70 Anos, Sebastian Vettel falou abertamente que considerou a Ferrari a culpada pelo seu fraco desempenho na prova deste domingo (9) - o 12° lugar. Mas nem todo mundo concorda.

Logo depois, a resposta ao alemão veio, e de seu chefe: Mattia Binotto, o comandante da escuderia italiana, acha que a estratégia do time para Vettel foi a certa, por mais que o piloto não tenha gostado.

"Chamamos a parada de Vettel algumas voltas antes do planejado, lhe colocando atrás de [Kimi] Räikkönen, mas sabíamos que ele recuperaria rapidamente sua posição na pista e permitimos que Charles Leclerc continuasse a avançar no grid", comentou Binotto.

"Para a Ferrari foi a escolha certa, não acho que penalizamos Vettel com nossa opção. Ele passou rapidamente Kimi, mas não passaria [Daniil] Kvyat porque estavam no mesmo ritmo depois que ele passou [Carlos] Sainz. Ele chegou em 12° e teria terminado em 12° de qualquer maneira", seguiu o dirigente.

Sebastian Vettel rodou sozinho
Sebastian Vettel rodou sozinho
Foto: AFP / Grande Prêmio

Vettel rodou logo no começo da prova, caindo para último já na primeira volta. E Binotto fez questão de apontar tal falha ao rebater seu piloto: "A corrida dele ficou comprometida desde a largada, e acho que isso explica mais o que aconteceu do que a estratégia."

No momento, Vettel é apenas o 13° no Mundial, com só 10 pontos. Leclerc, por sua vez, aparece em quarto, com 45.

A Fórmula 1 volta já na semana que vem, mas enfim deixa Silverstone: o próximo palco é Barcelona, com o GP da Espanha.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade