PUBLICIDADE

F1 confirma GP da Estíria no lugar da Turquia e promove rodada tripla entre junho e julho

A Fórmula 1 oficializou outra mudança no calendário para conseguir o objetivo de ter 23 eventos no seu cronograma em 2021. O GP da Estíria, segunda corrida na Áustria, volta para ocupar o lugar do GP da Turquia. O Mundial teve de realizar mudanças nas datas, o que vai proporcionar três corridas em finais de semana seguidos entre junho e o início de julho

14 mai 2021 10h11
| atualizado às 11h17
ver comentários
Publicidade
O GP da Estíria está de volta ao calendário do Mundial de Fórmula 1
O GP da Estíria está de volta ao calendário do Mundial de Fórmula 1
Foto: AFP / Grande Prêmio

Pouco mais de duas semanas depois de ter anunciado o GP da Turquia como substituto do GP do Canadá, cancelado ainda em razão das restrições da pandemia no país norte-americano, a Fórmula 1 promoveu uma nova mudança no seu calendário para a temporada 2021 nesta sexta-feira (14). A corrida marcada para Istambul entre 11 e 13 de junho está agora cancelada e vai ser ocupada pelo GP da Estíria, que volta ao cronograma do Mundial como um segundo evento na Áustria - repetindo a solução do ano passado.

Mas, para que a mudança fosse possível, a F1 precisou promover alterações nas suas datas de forma a alocar as duas corridas no Red Bull Ring em sequência. Desta forma, o GP da França, então previsto para os dias 25 e 27 de junho, foi antecipado em uma semana, justamente para inserir o GP da Estíria nesta data. Já o GP da Áustria mantém sua programação original, sendo realizado entre 2 e 4 de julho.

Desde semana passada, a imprensa turca vem dando conta do cancelamento do GP local, que voltou ao calendário como alternativa à não-realização do GP do Canadá e ocupou a data então reservada para a prova em Montreal, de 11 a 13 de junho.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A Fórmula 1 vai voltar a promover uma rodada dupla na Áustria em 2021
A Fórmula 1 vai voltar a promover uma rodada dupla na Áustria em 2021
Foto: AFP / Grande Prêmio

Entretanto, a Turquia entrou na lista vermelha do governo britânico, que não recomenda viagens ao país em razão do avanço da pandemia — em caso de viagem, todo cidadão tem de fazer dez dias de quarentena quando regressar ao Reino Unido.

"Após o anúncio de novas restrições de viagem impostas por vários países nos quais as equipes de F1 estão baseadas, o que interfere na ia à Turquia, a Fórmula 1 faz hoje uma atualização sobre as implicações para o calendário de 2021. Após discussões com o promotor na Turquia e as partes interessadas relevantes, não será possível realizar a corrida em Istambul entre 11 e 13 de junho. O promotor solicitou que olhássemos para a oportunidade potencial para a corrida ser remarcada mais tarde na temporada, se possível, ao lado da China, que fez o mesmo pedido no início deste ano. Podemos confirmar que agora haverá duas corridas na Áustria, consecutivas, com a primeira corrida, o GP da Estíria, ocorrendo entre 25 e 27 de junho e o GP da Áustria ocorrendo em sua data original de 2 a 4 de julho", disse a nota enviada pela F1.

"Como resultado desta mudança, o GP da França será antecipado para os dias 18 a 20 de junho, com todos os ingressos para o evento válidos para a data anterior. Isso significa que ainda há 23 corridas planejadas para a temporada de 2021. Agradecemos ao promotor turco pelo apoio nos últimos dias e pelo reconhecimento de que a atual situação das viagens tornou a corrida de junho impossível. Estamos igualmente gratos à região de Provença-Alpes-Côte d'Azur e ao promotor do GP da França por sua flexibilidade, e ao promotor austríaco por seu entusiasmo em sediar uma segunda corrida em curto prazo após o enorme sucesso das duas corridas na Áustria em 2020", completou o comunicado.

"A situação atual da Covid-19 segue e continuamos monitorando a situação com os promotores e equipes, mas a Fórmula 1 mais uma vez mostrou que é capaz de lidar com esses desafios e se adaptar rapidamente para reduzir o impacto na temporada. Também estamos muito satisfeitos por começarmos a ver os fãs retornando às nossas corridas com até 40% da capacidade em Mônaco no próximo fim de semana", finalizou a categoria.

Outro grande evento previamente marcado para a Turquia também teve alteração. A mudança do local final da Liga dos Campeões, originalmente marcada para 29 de maio, em Istambul, e que envolve dois times britânicos, Manchester City e Chelsea, foi oficializada nesta quinta-feira, com a partida decisiva transferida para o Estádio do Dragão, na cidade do Porto, em Portugal, com a data mantida. Istambul, em razão da pandemia, fica sem a final da Liga dos Campeões pelo segundo ano consecutivo.

No caso da Fórmula 1, além de toda a sua estrutura técnica ser baseada na Inglaterra, apenas Ferrari, Alfa Romeo e AlphaTauri têm suas bases localizadas fora do Reino Unido. Com as recomendações do governo britânico de não viajar para a Turquia, a Fórmula 1 encontrou outra alternativa para manter o calendário com 23 corridas.

GP da Turquia sai do calendário de 2021 poucos dias depois de entrar
GP da Turquia sai do calendário de 2021 poucos dias depois de entrar
Foto: Beto Issa / Grande Prêmio

Com as mudanças determinadas pela Fórmula 1, o calendário, entre junho e julho, vai contar com sete GPs em cinco finais de semana. Após a rodada tripla com as corridas na França, Estíria e Áustria, há uma breve pausa no calendário. Depois, acontecem mais duas corridas, o GP da Inglaterra, entre 16 e 18 de julho, e o GP da Hungria, entre 30 de julho e 2 de agosto, antes da pausa para as férias no verão europeu.

Depois das férias, a F1 tem na sua programação outras três rodadas triplas: GP da Bélgica, entre 27 e 29 de agosto; GP da Holanda, entre 3 e 5 de setembro; e GP da Itália, entre 10 e 12 de setembro. A segunda rodada dupla começa com o GP da Rússia, entre 24 e 26 de setembro; GP de Singapura, entre 1º e 3 de outubro, e o GP do Japão, no fim de semana seguinte.

A programação ainda compreende o GP dos Estados Unidos, entre 22 e 24 de outubro; GP da Cidade do México, entre 29 e 31 do décimo mês, e o GP de São Paulo, entre 5 e 7 de novembro. O calendário será completado com o GP da Austrália, entre 19 e 21 de novembro, o GP da Arábia Saudita, entre 3 e 5 de dezembro, e completa com o GP de Abu Dhabi, em Yas Marina, uma semana depois.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade