PUBLICIDADE

Equipes descartam reintroduzir regra de escolha de jogos de pneus na F1 2022

A Pirelli, fornecedora de pneus da F1, revelou que as equipes não terão a chance de escolher a quantidade de compostos de cada etapa na temporada 2022. De acordo com a fabricante, essa foi uma decisão dos times do grid

19 jan 2022 04h17
ver comentários
Publicidade
Os pneus de 18” serão utilizados a partir de 2022
Os pneus de 18” serão utilizados a partir de 2022
Foto: Pirelli / Grande Prêmio

Ainda como parte das grandes mudanças para 2022, as equipes da F1 não terão a chance de escolher a alocação de pneus para a temporada, de acordo com a Pirelli. A regra sobre a quantidade de compostos foi suspensa em 2020 por conta da pandemia, e isso estendeu também ao longo do ano passado.

Até 2019, os times tinham a oportunidade de solicitar à fabricante o número de jogos de pneus de cada composto a a cada etapa. Só que, como efeito da pandemia, o esporte precisou abandonar esse procedimento, para permitir que as corridas fossem organizadas e realizadas mais facilmente.

Agora, há um novo elemento: as próprias equipes não manifestaram interesse em retomar a antiga regra, apesar da alteração no tamanho dos pneus e da composição. Em 2022, também não será possível personalizar a seleção de compostos. Isso ficará a cargo da fornecedora italiana. "Tivemos de encontrar uma solução para a pandemia", afirmou Mario Isola, chefão da Pirelli, em entrevista ao site RaceFans.

Mario Isola, diretor de automobilismo da Pirelli (Foto: Pirelli)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"As equipes nos disseram que, na verdade, esse sistema é muito bom, então queremos mantê-lo para o futuro", completou. "Portanto, não foi nossa a decisão de seguir com essa alocação fixa."

"Os times falaram que, se há uma escolha única, e é a mesma para todos, então não há vantagem para um ou outro. Eles podem já começar a trabalhar em cima disso em vez de gastar tempo, recursos e pessoas para pensar em um conjunto de mais macios ou médios. Eles têm essa opção e precisam contornar isso", acrescentou.

A alteração para pneus de 18 polegadas também desencorajou as equipes para uma mudança de regra. "Em 2020, nos disseram para seguir dessa forma em 2021. Ninguém se sentiu confiante o bastante para decidir seus compostos. Não sei se em 2023 eles vão querer mudar, mas, no momento, é essa a resposta que temos", concluiu Isola.

A F1 vai colocar a nova geração de carros na pista pela primeira vez em Barcelona, na Espanha, na primeira sessão de testes da pré-temporada, que acontece entre 23 e 25 de fevereiro. A segunda parte dos ensaios para o Mundial 2020 está marcada para o Bahrein, no início de março.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade