PUBLICIDADE

Chefe da Williams torce por Russell na Mercedes em 2022: "Espero que consiga"

George Russell ainda está com o futuro indefinido para a próxima temporada. Mesmo assim, conta com o apoio de Jost Capito, atual chefe na Williams, independente do que acontecer

31 jul 2021 09h17
| atualizado às 09h44
ver comentários
Publicidade
George Russell em ação nos treinos livres do GP da Hungria
George Russell em ação nos treinos livres do GP da Hungria
Foto: Williams / Grande Prêmio

O futuro de George Russell ainda segue indefinido na Fórmula 1. Favorito a uma vaga na Mercedes, no lugar atualmente ocupado por Valtteri Bottas, o inglês da Williams espera ter as negociações encerradas em breve. Enquanto isso, seu chefe neste momento torce por sua saída.

Jost Capito, chefe da Williams, afirmou que espera ver Russell na Mercedes em 2022, pois não quer segurar o talento da jovem promessa inglesa.

"Eu queria desejar que o George conseguisse a vaga porque ele está na briga agora e, pensando na carreira, é um lugar que ele poderia andar no topo e brigar por títulos", afirmou o dirigente.

George Russell é o favorito para ocupar a vaga de Valtteri Bottas (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Eu nunca seguraria um jovem piloto se ele tivesse esse tipo de oportunidade. Então espero, por ele, que consiga essa chance. Mas pensando pela equipe, adoraríamos mantê-lo aqui", seguiu.

Capito ainda comentou, às vésperas do GP da Hungria, que vai apoiar Russell independente do desfecho das negociações com a Mercedes.

"Se ele for para a Mercedes, vai ter todo nosso apoio. Se não for, vai receber apoio também. É por isso que, do nosso lado, podemos tranquilamente esperar uma decisão. Independente do que acontecer, vai ficar tudo bem", finalizou.

A classificação do GP da Hungria está marcada para logo mais, a partir de 10h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade