0

Brawn diz que Bottas entra em batalha mental após perder GP da Toscana: "Essa doeu"

Em sua coluna no site da Fórmula 1, o diretor-esportivo da categoria comentou sobre como Valtteri Bottas pode se abalar após mais uma vez ver a vitória de um GP parar nas mãos de Lewis Hamilton

15 set 2020
10h09
atualizado às 11h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
2º) Valtteri Bottas – 7.0 – Perdeu de novo para Hamilton e podemos discutir se foi culpado ou não por aquele big-one na relargada lançada, mas ao menos foi melhor do que em Monza. Vai precisar fazer bem mais do que o que vem fazendo se quiser ter alguma chance de voltar a triunfar em 2020 e parar de vacilar quando está no bolo. (
2º) Valtteri Bottas – 7.0 – Perdeu de novo para Hamilton e podemos discutir se foi culpado ou não por aquele big-one na relargada lançada, mas ao menos foi melhor do que em Monza. Vai precisar fazer bem mais do que o que vem fazendo se quiser ter alguma chance de voltar a triunfar em 2020 e parar de vacilar quando está no bolo. (
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

Valtteri Bottas é constantemente alvo de críticas na Fórmula 1, ainda mais por ter o melhor carro do grid, a Mercedes, mas usualmente ficar para trás de seu companheiro - que, claro, é um dos melhores da história: Lewis Hamilton. Mas, nesta semana, a fonte das duras análises veio até mesmo da própria categoria, por meio de seu diretor-esportivo, Ross Brawn.

O dirigente tem uma coluna no site da F1 e, na desta semana, escreveu sobre Bottas, e aposta que o finlandês vai sofrer mentalmente após perder o GP da Toscana para Hamilton. Ele chegou a passar o britânico na primeira largada, mas não segurou a ponta.

"Ele vai deixar a Toscana acreditando que tinha um troféu de vitória em sua posse. Estava em uma forma tremenda após roubar a liderança de Hamilton. Mas deixou escapar dos dedos e deve estar sofrendo para aceitar outra derrota para o atual campeão mundial", escreveu Brawn.

Bottas em segundo no pódio da Toscana, abaixo de Hamilton (Foto: Mercedes)

"Essa doeu e vai deixá-lo se perguntando sobre o que precisa fazer para ser melhor que seu companheiro. Ele ainda segue caçando o título mundial, é claro, mas a cada corrida as chances diminuem. Agora, é uma batalha mental, porque velocidade ele tem. Mas Lewis não desiste, aproveita cada oportunidade e raramente dá uma para seus rivais", completou.

Bottas já deu sinais de que, de fato, terá dificuldades em engolir esse resultado. Após ser segundo em Mugello, declarou que o resultado foi "decepcionante, já que a largada foi dos sonhos".

Na briga pelo título, Bottas foi a 135 pontos, já distante dos 190 de Hamilton. A próxima batalha para o finlandês vem no dia 27 de setembro, na Rússia.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade