PUBLICIDADE

Aston Martin defende estratégia arriscada com Vettel na Turquia: "Você precisa confiar"

Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, defendeu a decisão de ter colocado pneus slicks no carro de Sebastian Vettel durante o GP da Turquia. O dirigente disse que, em condições adversas, a decisão do piloto é crucial

14 out 2021 08h56
ver comentários
Publicidade
Sebastian Vettel largou na 10ª colocação no GP da Turquia, mas terminou apenas em 18º lugar
Sebastian Vettel largou na 10ª colocação no GP da Turquia, mas terminou apenas em 18º lugar
Foto: Aston Martin / Grande Prêmio

A principal tensão do GP da Turquia ficou na parte da estratégia, com equipes e pilotos pensando em quando parar nos boxes para colocar pneus — e decidir qual composto encaixar no carro. A Aston Martin fez uma aposta com Sebastian Vettel, colocou pneus slicks e perdeu uma ótima oportunidade de pontuar na corrida.

Na volta 36, Vettel ocupava a décima posição e foi informado pelo rádio que alguns pilotos já estavam colocando um novo jogo de pneus intermediários. O tetracampeão recebeu a sugestão de colocar slicks e prontamente pediu os médios porque "não podem ser piores que esses intermediários". No entanto, precisou retornar aos boxes na volta seguinte e terminou apenas em 18º, na frente da dupla da Haas.

"Ele quis arriscar sozinho, não o seguramos. Sebastian chegou no rádio e disse: 'Quero pneus de pista seca, coloque os médios'. Não retrucamos, fizemos o que ele pediu. Aconteceu tudo muito rápido, não chegamos a discutir com ele. Algumas vezes, nessas condições, é uma escolha do piloto e ele arriscou", disse Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, ao site Autosport.

Sebastian Vettel não fez uma boa jornada no GP da Turquia e terminou em 18º (Foto: Aston Martin)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Você precisa confiar nele. E outra coisa que você precisa lembrar é como ele é bom em pista molhada ou em condições adversas, assim como estava naquele momento. Então, se ele diz, quem somos nós para argumentar? Acho que não é o padrão, mas era uma pista diferente e no molhado. Sem risco, sem recompensa. Não foi apenas uma parada a mais, mas foram os 30 segundos perdidos naquela volta que o tiraram da prova", seguiu.

Apesar do risco corrido por Vettel, que ficou fora da zona de pontuação, a Aston Martin não saiu de bolsos vazios da corrida na Turquia. Lance Stroll terminou na nona colocação e garantiu dois pontos para o time após ultrapassar Esteban Ocon nas voltas finais.

"Foi uma performance sólida, ele fez boas voltas durante toda a corrida. Acho que o chamamos para os boxes na hora certa. Foi um pouco lento, infelizmente, mas é difícil dizer onde ele teria terminado", afirmou Szafnauer.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade