0

Após Leclerc deixar Vettel passar, Wolff contesta estratégia da Ferrari

15 abr 2019
13h58
atualizado às 18h00
  • separator
  • comentários

Neste domingo, durante o Grande Prêmio da China, Charles Leclerc foi obrigado a permitir a ultrapassagem de Sebastian Vettel, seu companheiro de Ferrari. Não é a primeira vez e nem a primeira equipe que utiliza essa estratégia na Fórmula 1, mas mesmo assim o episódio gerou repercussão.

Após a corrida, Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes, disse que é uma situação difícil, mas garantiu que entende a opção da Ferrari.

"Essa é uma situação complicada, porque você quer que seu carro mais rápido vá à caça de seus oponentes, e Sebastian disse que ele tinha o carro mais rápido naquele estágio da prova, e eles reverteram a ordem dos carros. Eu posso entender isso", disse.

Na sequência, contudo, Wolff contestou a estratégia, dizendo que a atitude abre certos precedentes dentro da equipe.

"No entanto, quando você começa a fazer essas coisas, se torna muito complicado e você abre um precedente, abre uma lata de minhocas. Então você pode ter que começar em toda corrida a ter que inverter os seus carros se o de trás estiver mais veloz. Então, não é uma situação fácil e nós já estivemos nela, com Nico Rosberg e Lewis Hamilton, e com Valtteri Bottas também", completou.

Com Lewis Hamilton na liderança do mundial de pilotos com 68 pontos conquistados, a Fórmula 1 retorna no dia 28 de abril, com o GP do Azerbaijão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade